Marinheiro de primeira novela

O ator Paulo Vilela conta, em entrevista exclusiva ao Zoeira, como tem sido a experiência de trabalhar em sua primeira novela. Em ´Beleza pura´, ele vive Anderson, filho de Betão e Ivete, cujo principal passatempo é ´pegar no pé´ da irmã Rakelli

´Beleza Pura´ é sua primeira novela. Como tem sido a experiência?

Muito gostosa. Fiz muitos testes antes e nunca rolava. Mas aprendi que tudo acontece na hora certa. E esta é a minha hora. A equipe técnica da novela e os atores são maravilhosos comigo. E, além disso, o pessoal é bastante profissional.

Foi a tua participação em ´Tropa de Elite´, como o Edu (um estudante que se envolve com o tráfico de drogas), que te abriu as portas para a novela global?

Acredito que ´Tropa de Elite´ me fez ficar mais conhecido no mercado. Mas não foi tudo. Contou também a minha persistência. Afinal, já vinha fazendo testes na Globo. Só para ´Malhação´ foram cerca de cinco testes. Também tentei um papel em ´Mulheres apaixonadas´ e participei de dois programas ´Linha Direta Justiça - casos que abalaram o Brasil´. Aí, depois da experiência em ´Tropa de Elite´, fiz um mês de testes como o Anderson de ´Beleza pura´ e, graças a Deus, deu certo.

Para viver o Anderson, você esconde os olhos azuis com lentes de contato escuras. Como surgiu a idéia?

O projeto partiu do diretor Rogério Gomes, o Papinha. Eu ficaria muito diferente da minha família, o Betão, meu pai, (Rodrigo Lopez) e a Ivete, minha mãe (Zezé Polessa), se tivesse os olhos azuis. Daí as lentes de contato de cor castanho. E não foi só isso. Também mudei meu cabelo de cacheado para liso. Todo o dia, antes de gravar, tenho que fazer escova e chapinha nos cabelos. Ah, e ainda tem outro ´troço´, chamado relaxamento. Fico imaginando como as mulheres sofrem para se cuidar! (risos).

Na novela, por que o Anderson pega tanto no pé da irmã Rakelli?

Ah, a Rakelli (Ísis Valverde) é meio surreal. Ela fala de modo errado. Já o Anderson é inteligente, estudioso e fica louco enquanto não corrige a irmã. Mas, no fundo, ele a ama.

O que acha que vai acontecer com o Anderson na novela?

O Anderson já levou muito toco. Da Fernanda (Monique Alfradique), da Luiza (Bianca Comparato). Espero que ele encontre alguém que o ame de verdade. Quem sabe na faculdade, agora que ele passou no vestibular. Ele vai conhecer uma nova turma e isso vai ser bom para ele.

Você se inspirou em alguém para o papel?

Não fiz laboratório. Li a sinopse que recebi antes de iniciar a novela. Ela dizia que o Anderson era estudioso, bonzinho, da classe média baixa carioca. Aí, preferi recorrer às memórias da minha adolescência.

Você é paulista, mas vive no Rio. Como faz para matar a saudade da família?

Moro sozinho no Rio de Janeiro, em um apartamento na Barra da Tijuca, desde setembro de 2007. Como o Rio é perto de São Paulo, pelo menos uma vez ao mês visito a minha família.

É verdade que você pilota um fogão que é uma beleza?

(Risos) Como você sabe disso? É, eu tenho uma certa prática. Cozinho para mim e às vezes chamo os amigos....

Mas não é só macarrão instantâneo não, né?

(Mais risos) Não, de jeito nenhum! Eu como direitinho. Faço massas com molhos que invento, risotos, frango. Só evito carne vermelha.

Quais teus projetos para depois da novela?

Ah, pretendo dar uma relaxada. Viajar para os Estados Unidos com amigos. Quanto ao trabalho, vou deixar rolar.

Ticiana de Castro
Repórter