O signo dos quatro

Arthur Conan Doyle
R$ 36,00
200 PÁGINAS
2010
ZAHAR

Sétimo volume da Coleção Completa de Sherlock Holmes, série comentada e ilustrada, com notas do especialista Leslie S. Klinger. Trata-se do segundo romance estrelado pelo detetive inglês e seu fiel companheiro (e observador), Dr. Watson. Nele, Holmes figura como um detetive experiente. Ele se vê diante de um complexo mistério que remete a eventos da rebelião indiana de 1857. Há, claro, figuras soturnas, caso do pigmeu e de um homem como perna de pau. Neste livro, vê-se o herói abalado por seu vício em cocaína.

"Ressurreição"
Liev Tolstói
R$ 79,00
432 PÁGINAS
2010
COSAC NAIFY

Última obra publicada em vida pelo escritor russo Liev Tolstói, "Ressurreição" é também um dos grandes romances do autor de "Guerra e Paz" e "Anna Kariênina". Baseado em um fato verídico, o livro conta a história de um príncipe que, ao ser convocado para participar de um júri, tem sua vida transformada: no banco dos réus, uma antiga criada, que engravidara anos antes. A mulher termina condena por assassinato, enquanto seu antigo amante - corroído pela culpa - busca tirá-la desta situação. Tradução de Rubens Figueiredo .

"Hater: ódio mortal"
David Moody
R$ 34,90
302 PÁGINAS
2010
BENVIRÁ

O inglês David Moody nasceu em Birmingham, cidade de origem dos pais do heavy metal Black Sabbath, no ano em que estes lançaram seu primeiro disco. Como seus conterrâneos, desenvolveu um gosto por coisa estranhas, histórias de horror - sobrenaturais ou "científicas". Com a série "Autumn" (inéditas no Brasil) tornou-se um dos principais nomes do gênero na atualidade. Em "Hater", conta a história de um surto de violência, de origem imprecisa, que abala as sociedades. Um ensaio sobre o medo moderno.

"Desaparecidas"
Chris Mooney
R$ 33,90
312 PÁGINAS
2010
SUMA DE LETRAS/ OBJETIVA

O norte-americano Chris Mooney é um escritor de livros policiais. E como todo autor do gênero que se preze, ele inventou seu próprio detetive para protagonizar uma série de histórias. Um tanto incomum é o fato do herói ser, aqui, uma heroína: Darby McCormick. Na adolescência, ela e duas amigas presenciaram um assassinato. O criminoso as perseguiu e só Darby saiu viva. Além de apresentar a formação da personagem, Mooney mostra as primeiras aventuras da detetive, sempre atenta às pistas mais insignificantes. (DR)