Matéria-1179599

Campanha deles

Em tempos de eleições, tem artista fazendo campanha para candidato. Foo Fighters, Mary J. Blige, James Taylor e Chris Cornell andaram distribuindo "santinhos"

Foo Fighters na Convenção Nacional dos Democratas, em Charlotte, Carolina do Norte. "Eu acho que essa música faz todo o sentido para essa noite", disse Grohl, antes de cantar "My Hero" Fotos: agência reuters

O que para muitos artistas pode ser uma jogada arriscada associar sua imagem à de políticos, tem gente que não só faz questão de manifestar publicamente a sua preferência como veste a camisa de seus candidatos. Lá, nos States, a "Obamamania" parece ainda ser tendência reinante entre a classe artística. Antes de entrar nas merecidas e já anunciadas férias, o Foo Fighters deu uma "passadinha" na Convenção Nacional dos Democratas, no último dia 6, na cidade de Charlotte, Carolina do Norte.

Dave Grohl e sua banda fizeram uma apresentação acústica de 10 minutos. "É uma honra estar aqui. Eu acho que essa música faz todo o sentido para essa noite", comentou o frontman antes de entoar "My Hero" - menos, hein, Grohl! O evento teve ainda adesão dos cantores Mary J. Blige, Marc Anthony e James Taylor.

Sobre o recesso do grupo, os fãs podem ficar tranquilos. Apesar de terem anunciado, em agosto, durante apresentação no Reading Festival, ser "o último show por um longo tempo", todo mundo sabe que o cara ele mesmo não vai aguentar ficar de fora dos palcos por tanto tempo.

Dia desses, inclusive, os músicos tocaram por três horas e meia em show feito no evento Rock The Vote (outro evento a favor de Obama?), em Charlotte. Bem que ele tinha dito que a noite ia ser "loonga". Sorte dos fãs que estavam lá!

Chris Cornell, do Soundgarden, também andou se apresentando em nome de Obama. Ao lado do grupo The National, o artista foi uma das atrações de comício do candidato à reeleição para a Presidência dos Estados Unidos, sábado (dia 9), no Iowa.

No set list do pocket show, teve até cover da pacífica "Imagine", de John Lennon.

Polêmica
White chuta o balde?

Presente no Lollapalooza Chicago, Jack White polemiza ao falar mal de festivais

Presença quase dada como certa no Lollapalooza Brasil 2013, o autossuficiente Jack White andou fazendo umas declarações contraditórias. O multi-instrumentista contou, em entrevista a BBC News, que não é chegado a festivais e ainda aproveitou para alfinetá-los, chamando-os de "mal necessário para a indústria".

"Eles são um mal necessário para a indústria da música. Eu não me empolgo com festivais - não são os meus locais favoritos para tocar. Muita gente vai aos festivais e há vários lados bons nisso. Você é visto por pessoas que nunca o assistiriam normalmente e os organizadores oferecem muito dinheiro para que elas não recusem a oferta, mas os festivais não são a minha primeira opção para tocar", explicou.

Curiosamente, o artista marcou presença, em agosto, no Lollapalooza Chicago que, aparentemente, deve ter sido uma experiência não muito prazerosa. Tudo bem que o formato de eventos do gênero são mais enxutos, com apresentações mais curtas, mas é rezar que, caso ele seja confirmado na edição brasileira da franquia, prevista para acontecer de 29 a 31 de março, em São Paulo, o ex-vocalista do White Stripes esteja de boa vontade, né? Os fãs não merecem pagar o pato...

Além de White, Pearl Jam é cotado para o Lollapalooza Brasil

Falando no Lollapalooza Brasil 2013, o mistério ainda continua no ar em relação à programação oficial de atrações musicais. Até o fechamento dessa edição, ainda não foram anunciados os nomes que devem subir ao palco do Jockey Club, mas é bom ficar de sobreaviso porque a organização garantiu que de setembro não passava! Se as especulações estiverem corretas, o festival promete ser bom, viu? Além de White, Pearl Jam estaria cotado para ser headliner do evento. O duo gente boa Black Keys, o também bacana Hot Chip, o cansado Franz Ferdinand e o grupo Two Door Cinema Club também estariam entre as novidades.

Beatle condecorado

Além de Cavaleiro da Ordem do Império Britânico, título recebido em 1996, Paul McCartney ganhou mais uma "função" fora do universo da música. No último sábado, o cantor foi condecorado oficial da Legião de Honra pelo presidente da França, François Hollande, em cerimônia realizada no Palácio do Eliseu, em Paris. O motivo da honrosa distinção é o conjunto da "obra" do artista. Bem-humorado, o eterno beatle fez caras e bocas ao receber a homenagem em registro impagável. Além do astro de Liverpool, Barbra Streisand e Liza Minneli também foram agraciadas com o título, entregue pelo ex-presidente Nicolas Sarkozy.

De volta!

Depois de sair em "Live At Carnegie Hall", um registro de show de Caetano Veloso, David Byrne (ex Talking Heads) lança "Love This Giant", parceria com Annie Erin Clark (St. Vincent). O disco pode ser ouvido aqui: www.npr.org/2012/09/02/160262123/first-listen-david-byrne-st-vincent-love-this-giant

Invasão Sueca em Fortaleza

O Coquetel Molotov acontece em Recife, mas os cearenses poderão ter um gostinho do festival na Invasão Sueca, festa que escalou duas atrações da grade de lá: o The Mary Onettes (Suécia) e Kyp Malone, guitarrista do TV On The Radio que chega com o projeto solo Rain Machine. Quando? Anota aí: dia 22 (sábado), na Órbita.