Cibercultura: ferramentas, usos e novos paradigmas sociais

A comunicação é natural ao ser humano, daí a busca por instrumentos que facilitem a sua inscrição no cotidiano

Ler

A história das sociedades humanas está intimamente ligada aos diversos meios de comunicação que, em proporção direta ao desenvolvimento tecnológico, tornam-se cada vez mais eficientes. O telefone celular é um meio de comunicação que evoluiu notoriamente do ponto de vista tecnológico. Historicamente, o celular foi utilizado para fins profissionais. Porém, rapidamente entrou no ambiente doméstico. Essa conquista de espaço foi alavancada por uma de suas características mais importantes, a funcionalidade. Assim, pode-se pensar que a introdução do celular no cotidiano das pessoas foi um fenômeno social que estabeleceu uma nova tecnologia, mas que ao mesmo tempo reorganizou-se para dar conta da antiga necessidade do ser humano de comunicar-se com seus pares.

Dos paradigmas

Entretanto, o avanço dessas tecnologias revela novos paradigmas de relacionamento humano. Isso porque o limite entre o publico e o privado, além da noção de tempo e espaço, foi alterada pela eficiência comunicativa. Os sujeitos, as famílias e a sociedade como um todo estão reagindo a essas mudanças. Assim, podemos considerar que a introdução da telefonia móvel é, além de uma revolução tecnológica, uma revolução sociológica, pois a enorme adesão das pessoas à tecnologia representa hoje um profundo fenômeno social. O fato de um celular permitir uma comunicação a distância não é nenhuma novidade, pois desde o surgimento do telégrafo isso já era possível. A grande revolução veio com a tecnologia wireless. A possibilidade das pessoas se comunicarem em um espaço virtual, onde não existe uma área específica de origem das chamadas. Com isso, veio o surgimento dos telefones inteligentes, melhor conhecidos como smartphone: (Texto I)

A outra face

Na verdade, ele se transformou no canivete suíço da contemporaneidade. Esse foi um dos maiores avanços da história da telefonia.

Entretanto, "o telefone celular está transformando o celular em um 'controle remoto do cotidiano" (Souza et. Al., 2006) Nesse sentido, o avanço da tecnologia midiática tem como resultado relações virtuais, entre seus usuários.

Essas relações se configuram entre pessoas que não precisam estabelecer um contato físico para interagir: (Texto II)

Porém, Nicolaci-da-Costa (2004), discorda desse pensamento. Ela explica que os relacionamentos virtuais não tendem a substituir os físicos, mas sim a complementá-los.

Contudo, percebe-se que o uso do telefone móvel promove profundas alterações nas formas de comunicação e, evidentemente, de relacionamento entre as pessoas.

Tudo é mais rápido e sem limites. E as novas versões de celulares estão se tornando "um membro do corpo das pessoas". É a Era Digital. Com seus celulares inteligentes e sua nova visão de mundo: (Texto III)

Trechos

TEXTO I
"Atualmente o celular não mais se restringe a servir como um aparelho de comunicação interpessoal, mas concentra em si todas essas possibilidades de usos do meio digital, transformando-se em um pequeno computador portátil, inaugurando assim o que Lemos chamou de era da conexão por meio dos computadores coletivos móveis." (SOUZA; JAMBEIRO & BORGES, 2006, p.01)

TEXTO II
Um viciado do Facebook me segredou, não segredou, de fato, mas gabou-se para mim de que havia feito 500 amigos em um dia. Minha resposta foi que eu tenho 86 anos, mas não tenho 500 amigos. Eu não consegui isso. Então, provavelmente, quando ele diz 'amigo' e eu digo 'amigo', não queremos dizer a mesmo coisa. São coisas diferentes." (BAUMAN, 2012)

TEXTO III
Imagino que o advento dos táxis tenha arruinado os cocheiros. Quando eu era criança e íamos para o campo, lembro-me de que o velho Pietro era chamado com sua carroça para levar a minha família e as bagagens à estação. Em pouco tempo, apareceram os carros de praça, e ele não tinha mais idade para tirar a carteira de motorista e se reciclar como taxista. Mas, naquela época, as inovações demoravam razoavelmente a chegar, e Pietro só ficou desempregado quando estava perto de ser aposentar. (ECO, 2003, p. 16)


FIQUE POR DENTRO

Breves notas sobre o universo das tecnologias
A cibernética é uma ciência cujo o interesse maior de estudo recai sobre as tecnologias avançadas; nesse sentido, o termo cibercultura, daí advindo, concentra-se, dentre outras preocupações, na investigação de uma série de fenômenos sociais que, de uma maneira ou de outra, encontram-se diretamente relacionados à Internet, bem como a outras formas de comunicação em rede: mídias sociais, comunidades on-line, jogos, mensagens de textos, compartilhamento de imagens etc. Tudo isso envolve também questões ligadas a problemas como construção da identidade e da privacidade dos usuários.

Lara Morais e Carlos Velázques*
Especial para o ler
Aluna e professor da Unifor