Estreia

Tramas plurais

Três filmes nacionais com propostas diferenciadas se destacam em semana de estreia com opções para todos os públicos

Marjorie Estiano e Nanda Costa interpretam irmãs em drama épico dirigido pelo cineasta Breno Silveira
00:00 · 12.10.2017
Danilo Gentili estrela comédia adolescente inspirada em seu próprio livro, "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola"
Leticia Braga estrela o drama familiar "A Menina Índigo", que ainda conta com Murilo Rosa e Fernanda Machado no elenco

Seja nas salas comerciais ou no circuito de arte, o cinema nacional mantém forte presença entre as estreias mundiais.

A partir de propostas diversificadas, que vão das comédias enlatadas aos dramas familiares densos, o cinema brasileiro explora as formas de fazer e de contar histórias.

Um exemplo é o épico feminino e intimista "Entre Irmãs", dirigido por Breno Silveira e estrelado pelas atrizes Marjorie Estiano e Nanda Costa. Elas interpretam as irmãs Luzia e Emília, que viverão destinos antagônicos em um período de grandes transformações políticas e sociais: o nordeste do país nos anos 1920 e 1930.

Emília é uma jovem que sonha com um príncipe encantado e em se mudar para a capital, enquanto a corajosa Luzia faz a opção de seguir um violento grupo de cangaceiros.

Criadas para serem costureiras, essas mulheres tecerão suas próprias histórias em cenário francamente adverso à afirmação feminina.

A trama é baseada na obra de Frances de Pontes Peebles, intitulada "A Costureira e o Cangaceiro". "Nosso maior desejo foi contar esse épico regional totalmente contemporâneo através da emoção das personagens", conta o diretor.

Comédia

O comediante Danilo Gentili estrela a adaptação cinematográfica do seu livro homônimo, "Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola".

O longa narra a trajetória dos estudantes Bernardo (Bruno Munhoz) e Pedro (Daniel Pimentel), que se veem divididos entre as obrigações escolares, a necessidade de tirar boas notas e ter bom comportamento e a falta de propósito em cumprir todas as normas de uma escola que adota medidas cada vez mais politicamente corretas.

Além dos jovens e do Gentili, o elenco ainda conta com nomes como Moacyr Franco, Joana Fomm, Raul Gazolla, Rogério Skylab e o comediante Fábio Porchat.

Drama

Em "A Menina Índigo", a jovem atriz Letícia Braga interpreta Sofia, aparentemente uma típica menina dos tempos atuais. Aos sete anos, ela estuda em uma escola tradicional de uma cidade grande, seus pais são separados e, com os amigos, segue a vida normalmente.

Escrito e dirigido por Wagner de Assis, mesmo diretor de "Nosso Lar" (2010), a história mostra as transformações do pai da protagonista, Ricardo, um jornalista competente e racional, papel do ator Murilo Rosa.

"Este é um filme que conta como uma menina de sete anos provoca um choque nas relações familiares ao obrigar todos ao seu redor a repensarem suas vidas", define Wagner de Assis.

Uma nova geração que tem sido chamada de Índigo, representada por Sofia, apresenta comportamentos novos, questionamentos sobre normalidade, posturas surpreendentes e, também, um olhar espiritualizado.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.