Televisão

Segundo Sol: tempero baiano em nova novela

Gravações da novela de João Emanuel Carneiro começaram esta semana no sul da Bahia

00:00 · 14.03.2018
Giovanna Antonelli
Giovanna Antonelli é a protagonista Luzia

Terra da diversidade cultural, dos orixás, das belezas naturais, da culinária de tempero forte e do famoso carnaval. É no clima fascinante da Bahia que 'Segundo Sol', a próxima novela das nove, vai falar do protagonismo que cada pessoa exerce em relação à sua própria história, e que todos podem buscar uma segunda chance, um segundo sol.

A novela conta a saga de Luzia (Giovanna Antonelli), mulher simples e batalhadora que terá sua vida virada do avesso após se apaixonar por Beto Falcão (Emilio Dantas).

Ao longo da trama, Luzia percorre uma longa jornada para reescrever a própria história e reunir a família, despedaçada em decorrência de uma série de armações criadas por Karola (Deborah Secco), namorada de Beto, e Laureta (Adriana Esteves), figura poderosa da cena noturna de Salvador. "A novela é um drama familiar, a luta dessa mulher para recompor sua família e sua vida. A grande força dessa história são os laços familiares e a chance que todos nós merecemos de começar de novo", pontua o autor, João Emanuel Carneiro.

Equipe e elenco já estão gravando em solo baiano. Depois do início dos trabalhos no Rio de Janeiro, ao longo do mês de fevereiro, as primeiras gravações na Bahia acontecem em Porto Seguro e Arraial D'Ajuda, no sul do estado, nesta semana.

Lugares emblemáticos da região, como o Marco do Descobrimento, no Centro Histórico de Porto Seguro, e a praia do Espelho, em Trancoso, estão entre as locações. No final de março, os trabalhos seguem para Salvador, onde a novela é ambientada.

Em 'Segundo Sol', os dramas familiares e pessoais são temperados com todos os ingredientes que fazem da Bahia um lugar único. "É uma novela densa, emotiva, mas ao mesmo tempo solar, sensual, divertida", explica o diretor novela Dennis Carvalho. A novela estreia em maio.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.