Música

Segue o bonde pesadão de Iza

Cantora Iza desponta para o sucesso com a ajuda de amigos famosos, parcerias poderosas e muito talento

Iza é formada em publicidade e começou a cantar aos 14 anos, na igreja
00:00 · 15.11.2017 por Leonardo Volpato - Folhapress

Me fez lutar, para vencer, me levantar e assim crescer / Punhos cerrados, olhos fechados, eu levanto a mão pro alto e grito vem comigo quem é do bonde pesadão. Parte da letra da música "Pesadão", recente composição da cantora Iza, diz muito sobre a própria vida dela. A artista carioca de 27 anos largou a sua carreira no marketing para se dedicar à música. Com a ajuda de um bonde pesadão de famosos, talento e força de vontade, tem conseguido alçar voos bem altos.

Natural de Olaria, na zona norte do Rio, a artista se destacou há dois anos quando fazia covers e divulgava vídeos na internet. Até que um dia a gravadora Warner gostou e a contratou. De lá em diante, dedicou-se exclusivamente ao que mais gosta.

"Sempre adorei cantar, mas não sabia que seria minha profissão. Comecei aos 14 anos na igreja, mas como hobby. Me formei em publicidade, mas o que alimenta minha alma é a música", revela. "As pessoas com quem eu trabalhava nem sabiam que eu cantava. Hoje, é legal ver a surpresa de todos".

A canção "Pesadão", bastante contagiante em seu pop com uma mescla de rap, é a mais importante da curta carreira até aqui. É uma parceria com Marcelo Falcão, vocalista da banda O Rappa. "É a canção que abre os meus caminhos", revela, sobre a faixa que vem dominando as rádios. Iza está finalizando seu primeiro disco, "Dona de mim", que será lançado até o fim do mês. Serão só canções próprias. O tema de boa parte delas será o empoderamento feminino.

"Muitas mulheres se inspiram em mim, querem saber minha opinião sobre determinados assuntos, me tem como representante. Cada vez mais precisamos cantar e falar com mulheres, levantar discussões e fazer refletir".

Com tanta exposição e sucesso, tem tido cada vez menos tempo livre. Sua agenda de shows triplicou, já cantou no Rock In Rio com artista internacional e até abriu um show do Coldplay. "Estou feliz demais!", afirma.

Fãs famosos

Com toda certeza, o comediante Paulo Gustavo é fã número um da cantora Iza. Ele foi um dos grandes responsáveis por ajudar a artista a deslanchar e a conseguir aproveitar as melhores oportunidades da carreira.

"Chamei-a para cantar no meu aniversário e convidei pessoas importantes para a festa. Naquele dia, meu amigo Zé Ricardo, responsável pelo Palco Sunset do Rock in Rio, ficou louco por ela e a apresentou ao Cee Lo Green (rapper americano com quem ela cantou no evento). Liguei para o Multishow e pedi muito que a deixassem cantar no Prêmio Multishow", revela Paulo Gustavo.

Ele ainda fez mais: "Chamei a Iza para cantar na casa do Caetano Veloso, quando vi que lá estava sendo gravado um programa com músicos brasileiros para uma TV francesa. Virei um psicopata, louco e apaixonado por ela".

Outra fã é Preta Gil. "Fui apresentada à Iza e foi uma boa vibração. Via seus vídeos e pensava: 'Essa menina precisa ser reconhecida'. Não é somente uma voz, ela tem uma identidade própria", diz Preta Gil.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.