Justiça

"Estou arrasada por ele querer tirar tudo do meu filho para me atingir", diz Mileide Mihaile

Em entrevista ao Diário do Nordeste, Mileide falou sobre a ação que Wesley Safadão entrou na justiça contra ela devido à pensão do filho do casal

Mileide Mihaile ao lado do filho, Yhudy ( Foto: Reprodução/Instagram )
17:14 · 14.06.2018 / atualizado às 09:15 · 15.06.2018

A influenciadora digital Mileide Mihaile falou ao Diário do Nordeste, nesta quinta-feira (14), sobre a ação que Wesley Safadão entrou na Justiça contra ela pedindo a redução do valor da pensão do filho dos dois, Yhudy. De acordo com ela, a pensão paga pelo cantor para a criança é de 10 salários mínimos, mas ainda é descontado, desse valor, a mensalidade da escola, de R$ 2.600. O cantor afirma que quer mudar apenas a forma de pagamento da pensão. 

Saiba mais: 

> Safadão pede na Justiça redução de pensão de R$ 9 mil que paga ao filho com Mileide

> Safadão justifica que entrou com ação pedindo a alteração na forma de pagamento da pensão do filho

"Fui intimada no dia 6 de junho em minha casa. Estou arrasada por ele querer tirar tudo do meu filho para me atingir. O Yhudy não merece isso, ele não foi um acidente, pelo contrário, foi muito planejado, esperado e amado".

Confira a entrevista na íntegra:

1) A assessoria de Wesley Safadão enviou uma nota justificando que ele não pediu redução da pensão e sim alteração na forma de pagamento. Você confirma isso?

A petição é clara. Ele alega até o combustível que usa quando nosso filho está na companhia dele. 

2) Wesley Safadão te presenteou com uma loja de roupas e um salão de beleza?

Não presenteou com loja. E o Paulino Jr. Cabeleireiros, que é amigo dele até hoje, me enganou por tempos e nunca ganhei um real lá em renda. O Paulino Jr. Cabeleireiros me deve até hoje, o caso está na Justiça, e nada é acordado. O salão não foi um presente, o Wesley pagou a negociação e eu abri mão de tudo assinando e acatando tudo o que ele me falava por confiar nele. O Wesley prometeu que nada ia faltar para nós, prometeu que Yhudy jamais ficaria sem amparo e muito menos eu, que criaríamos nosso filho com tudo que eu e ele merecíamos. Nunca cumpriu. Porém, vi que nada é verdade. Preciso de paz, não posso de ano em ano enfrentar uma ação judicial para me defender do pai do meu filho. Eu nunca mexi com ele em Justiça e não quero incomodá-lo de forma alguma, só preciso que seja recíproco o respeito. 

3) As pessoas estão te atacando nas redes sociais? Como está lidando com a situação?

Já fui muito atacada pelo fato de alguns posicionamentos dele. As pessoas acabam achando que vivo perturbando como ex-mulher inconformada. Isso é um absurdo enorme, eu que coloquei um ponto em tudo que estava vivendo. Eu não nasci para ter relacionamento com uma terceira pessoa. Me respeito acima de tudo e não negocio meus valores e minha natureza.

4) No seu Instagram, além de influenciadora digital, você também diz que faz consultoria. Como funciona essa consultoria?

Faço, porém não é um trabalho procurado. Com a experiência que ganhei na Mihaile, faço um trabalho de consultoria de compras de coleções. Sempre pedi respeito para o meu relacionamento com meu filho. Ele é meu ponto fraco e tentar desconstruir isso me deixa no chão. Sempre implorei pelo respeito do meu espaço, hoje eu exijo.

A redação do Diário do Nordeste entrou em contato com o Paulino Jr. Cabeleireiros, que ficou de retornar a ligação. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.