Dança

Bailarina cearense é selecionada para dançar com Justin Bieber no Brasil

Rafaela Gurgel, de 13 anos, foi uma das quatro fãs selecionadas para dançar no show do astro pop em São Paulo, após concurso on line promovido pelo cantor e seu coreógrafo

14:51 · 29.03.2017 / atualizado às 15:27 por Gabriela Dourado
larissa e rafaela
A professora Larissa Thé e a aluna Rafaela Gurgel, logo após receber o resultado de que foi selecionada para dançar com Justin Bieber

Um sonho realizado! É como a bailarina Rafaela Gurgel, de 13 anos, define a sensação de ter sido selecionada para dançar com Justin Bieber, no show que o astro pop fará em São Paulo, neste sábado (01). Ela é uma das quatro bailarinas e fãs selecionadas no concurso #PurposeTourChildren, promovido pelo cantor e seu coreógrafo Nick Demoura.

"Já chorei, já gritei, já fiz tudo. Sou muito fã dele, se alguém me pergunta 'quem é seu ídolo?', eu respondo Justin Bieber, com certeza, comentou a pequena bailarina, ainda eufórica com o resultado que foi divulgado no início da tarde desta quarta-feira (29). "Eu não achava que seria selecionada, mas sabia que tinha chance", revela. 

A professora de hiphop Larissa Thé, de 32 anos,  foi quem teve a ideia de inscrever a aluna. "Eu que irei acompanhá-la em tudo, viajarei junto com ela e estarei nos ensaios. Ainda nem estou acreditando", comentou Larissa, que estava ao lado da aluna já preparando tudo para a viagem. "Se não fosse a tia Larissa eu não teria me inscrito", revelou Rafaela. 

O concurso

A cada show da "Purpose Tour", que começou dia 9 de Março e chega ao Brasil neste fim de semana, quatro fãs vão performar "Children" no palco com o Justin Bieber. Para participar, era necessário morar em uma das cidades por onde a turnê vai passar (e já tenha data confirmada), ou estar disposto a viajar a tempo ao local (caso de Rafaela), ter menos de 15 anos, e gravar um vídeo com a coreografia. Veja o vídeo de inscrição de Rafaela: 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.