Coluna

Puxa o Fole: música na arena

00:00 · 09.06.2018 / atualizado às 02:23
Em apresentação solo, a cantora Simone foi uma das quatro atrações do Festival TIM Music, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro

Em novo encontro com o Puxa o Fole, dessa vez no Rio de Janeiro, Simone fez grande agradecimento ao público e a Capital do Ceará. "É a terra que eu amo, que adoro. Fortaleza deu tudo o que tenho na minha vida. Recebam meu respeito e carinho por todos vocês", disse a baiana.

"A gente vai se encontrar já já para matar a saudade", lembrou ela se referindo as próximas apresentações que fará na cidade. A banda tem agenda confirmada no São João de Fortaleza, no dia 14 de junho, e no Camarote Mucuripe, no Fortal, em 26 de julho.

Com um largo sorriso no rosto, a artista faz a convocação. "Menino, vai perder? Tu é besta, é? Vem coleguinha, vai ser bom demais".

Ausência

Mais uma vez desacompanhada da irmã Simaria, que está fora dos palcos desde abril quando foi diagnosticada com tuberculose ganglionar, Simone afirmou que "representar nossa história e música no Rio de Janeiro é um prazer sem tamanho".


A cantora se apresentou durante o TIM Music, festival que contou ainda com apresentação de outros artistas como Matheus e Kauan, Alok e Kevinho no palco principal.

Na exibição solo, Simone deu conta do recado. Porém a animada interação das irmãs no palco fez falta.

Segundo informação da assessoria da banda, a apresentação de retomada da dupla deve acontecer durante a Expocrato, no Cariri, no dia 21 de julho.

Realização

Sobre estar nesse festival e participar de ações publicitárias nacionais da marca, Simone afirma ser uma realização. "É um sonho realizado para o artista que chega nesse nível. Uma honra. Além disso, fico alegre de participar de um evento como esse que mistura ritmos. Além da gente que vem lá do Nordeste, mas hoje canta um ritmo diferente (o sertanejo), tem o Alok que traz o estilo dele e o Kevinho com o funk", declarou a ex-integrante do Forró do Muído. Ainda no backstage da Jeunesse Arena, Matheus e Kauan conversaram com a coluna.

"Tenho certeza de que esse festival será falado no Brasil inteiro", afirma Matheus. Já o irmão Kauan mira em mais uma festa de Réveillon com os cearenses.

"Estou muito feliz em virar outro ano com vocês. É o terceiro Réveillon que vamos fazer em Fortaleza, uma cidade muito querida por nós", disse, falando sobre a festa no Colosso, onde também se apresentarão ao lado de Simone e Simaria, Alok, além do cearense Jonas Esticado.

O festival

Ana Paula Castello Branco, diretora de Comunicação e Branding da TIM, explica que o festival é fruto de uma dobradinha firmada com a Universal Music no ano passado. "Firmamos uma parceria em junho de 2017, de 18 meses de duração, para promovermos juntos várias atividades ao longo dessa união", contou, relembrando as demais ações realizadas, como o live no Facebook com Anavitoria, o show de Tiago Iorc, o evento TIM Music no Samba e o projeto Urbanamente.

"Foi uma união de vontade. A parceria está sendo boa. A Universal está bastante comprometida", afirmou.

No Rio de Janeiro, segundo a organização, o TIM Music agregou público de aproximadamente 10 mil pessoas. "Tentamos agradar todos os públicos levando diferentes perfis para o evento, como o sertanejo, o funk e o eletrônico de Alok", pontua a diretora de comunicação e branding.

A executiva ainda destacou que a empresa realizou uma ação para promover a plataforma de streaming Deezer no evento, incorporada pela marca no Brasil.

Perspectiva

Castello Branco não confirmou uma turnê do festival, mas contou que está "estudando possibilidades" para realizar ações semelhantes em outras cidades do País.

Na semana anterior ao show do Rio de Janeiro, o festival aconteceria em São Paulo, na Arena Anhembi, inclusive com mais artistas no palco principal, entre eles Felipe Araújo e Bell Marques, mas foi cancelado por conta da greve dos caminhoneiros que bloqueou rodovias estaduais e federais por uma semana e meia. *A coluna viajou a convite da TIM.

Fole no  Halleluya

halleluya
O Festival Halleluya, que em 2018 está na 22ª edição, anunciou 23 atrações durante os cinco dias de evento, que acontece de 25 a 29 de julho, no Condomínio Espiritual Uirapuru. Dois nomes representam o forró: Naldo José e Batista Lima. O é organizado pela Comunidade Católica Shalom e acontece anualmente na mesma época do Fortal. 

Áreas especiais no São João 

O São João de Fortaleza vai contar com duas áreas especiais com visão e estrutura exclusivas do arraiá realizado pelo Sistema Verdes Mares, entre os dias 14 e 17 de junho. O Camarote do Austin e o Frontstage FM 93 contarão com food park, banheiros e bares.

Copa do Mundo além da TV

Para quem aguarda o Fortal, a organização da micareta realiza a festa “Fortal na Copa”. Jonas Esticado, São 2 e É o Tchan são atrações do dia 17, quando o Brasil estreia no Mundial contra a Suíça. O evento começa às 12h, no Iate Clube. Ingresso inteira a R$ 240. 

Caminhada com forró e cuscuz

A 25ª edição da Caminhada do Forró com o Maior Cuscuz do Mundo será realizada neste domingo (10) em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. A concentração será na Vila do Aeroporto, a partir das 12h. A caminhada musical vai seguir até o Alto do Moura. 

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.