coluna

Puxa o Fole: amor em cena

00:00 · 30.06.2018

Sâmya Maia desliza a tela do celular. Mensagem do também cantor Caninana. Ao abrir o WhatsApp, a vocalista da banda Magníficos se depara com uma foto da coluna Puxa o Fole, com duas notas, uma sobre ela, outra sobre ele - ambas coladinhas. "Olha, já estão colocando a gente junto no jornal", brinca Caninana. Coincidência do acaso, já que nós ainda não sabíamos da relação dos artistas, novo casal do cenário forrozeiro.

Sâmya e Caninana, ambos cearenses - ela de Fortaleza, ele de Assaré - estão juntos há cerca de um mês, mas só agora resolveram assumir o namoro publicamente.

"Tivemos uma folga e ele passou uns dias comigo em Monteiro, na Paraíba (sede da Magníficos). Outras pessoas começaram a tirar fotos nossas sem a gente perceber e publicar na internet antes mesmo que nós. E já que o povo estava falando, abrimos logo nas nossas redes", explica Sâmya em conversa com o Puxa o Fole.

Instagram

A artista ainda confidencia à Coluna a história de como os forrozeiros se conheceram. "O Caninana falou comigo no Instagram há meses e a gente começou a conversar como amigos, trocando ideias sobre músicas. Ele chegou até a mandar músicas para eu gravar. Nosso contato era realmente profissional. Nesse ano, ele perguntou se eu queria participar do novo CD dele", relembra Sâmya, que aceitou prontamente o convite.

Ao receber a canção, intitulada "Tudo a Ver", a cantora logo se apaixonou pela letra. Sâmya gravou voz em João Pessoa, também na Paraíba, e enviou o material para o futuro namorado.

"Ele gostou e já tínhamos ideia para gravação de clipe. Eu pensei que iríamos produzir o trabalho apenas depois do São João, mas ele insistiu que fosse antes, no meio de maio. E tudo aconteceu entre isso tudo", revela.

Após a gravação do clipe, que aconteceu em Fortaleza, ele insistiu para deixá-la no aeroporto. "Eu aceitei. Ele me levou e na hora da despedida, no momento em que eu estava entrando no salão de embarque, a gente trocou um beijo. Apenas um beijo", conta.

Depois do primeiro afeto, os dois começaram a conversar bastante pelo celular. "Muitas vezes por dia, inclusive", sorri. Para Caninana, o contato com Sâmya durante a gravação do vídeo foi "um momento mágico, a realização do sonho de estar lado a lado com uma pessoa que via apenas na imaginação, quando mais novo". A nova produção ainda não tem data prevista para lançamento.

Distância

O pedido de namoro aconteceu após encontro em Recife, em Pernambuco, em outra folga dos artistas. "Eu não aceitei na hora por causa da distância". Eu tenho uma vida em João Pessoa (Sâmya também é apresentadora em uma TV local - já Caninana reside em Assaré). Porém, eu acho que quando se tem vontade, você tem também a metade. Eu estou muito empenhada em fazer com que as coisas deem certo. Ele é uma pessoa que me conquista a cada dia, é muito massa", completa.

Do outro lado, o mesmo pensamento. "Para tudo tem um jeito. A gente sempre tem dias na semana com folga e damos um jeito de nos ver. O bate-volta aéreo vale a pena", afirma o cantor.

Encantados

Apaixonados, os forrozeiros não poupam elogios entre si. "Ele é uma pessoa encantadora, generosa, uma das mais íntegras do nosso meio. Falava que sempre que tinha muito carinho por mim, que era meu fã há anos", diz Sâmya. Caninana a conheceu por causa do pai, que o apresentou as canções entoadas por ela.

O cantor confirma a história. "Meu pai é fanático pela Sâmya. Quando saiu os primeiros DVDs do tempo de Magníficos, ele me mostrou os trabalhos. Sempre gostei do jeito dela de cantar e interpretar. Agora me impressiono também com o sorriso e com o ser humano que ela é", diz Caninana.

De saída

O assareense a conheceu na Magníficos, e agora participará da nova fase de Sâmya Maia: a carreira solo. No bate-papo, a artista revela ainda que deixará a banda paraibana após 18 anos.

O último show ao lado de Frajola, o parceiro de vocal no grupo, acontecerá no fim de julho. O anúncio oficial para os fãs aconteceu na madrugada desta sexta-feira (29), durante apresentação no "Maior São João do Mundo", realizado no Parque do Povo, em Campina Grande.

Após cantar "Chamego e Xaveco", Sâmya anunciou o fim da trajetória na banda. "Aos nossos músicos, produção e equipe técnica, o meu amor e meu muito obrigada. Sigo agora o meu caminho, na música, na TV e na vida, mas sempre vou carregar com orgulho o nome dessa banda que trago no coração. A Magníficos é e sempre será a melhor banda de forró do Brasil, e eu sempre fui e serei fã de vocês", disse a cearense, que deixa muito de si em um dos maiores grupos de forró do País.

 

Agito no sertão

puxa o fole
Zé Cantor é destaque na programação musical da 27ª Banartes (Foto: JL Rosa)

Já é tradição em Banabuiú, município do Sertão Central cearense. A feira de artes da cidade, a Banartes, que neste ano chega na 27ª edição, promete agitar a população da região nos dias 5, 6 e 7 de julho, com programação variada durante todo o dia.

O tema de 2018 é “Seca e Chuva no Sertão”. O título faz referência ao período de seca no qual o sertanejo está sujeito, e o contraste da recente quadra chuvosa, que banhou o Estado, inclusive Banabuiú, detentora do terceiro maior açude do Ceará, que conseguiu sair do volume morto.

Entre as atrações musicais estão Vicente Nery, Júnior Vianna e Zé Cantor, que gravou recentemente o primeiro DVD profissional da carreira. Três gerações distintas do forró reunidas, mas todos com a mesma característica musical: a pegada “raiz” do forró eletrônico. 

Além dos três, a Feira de Artes de Banabuiú conta ainda com apresentações de Thiago Ribeiro, Cláudio Ney e da banda Forró de Ouro. A entrada para os shows é gratuita. A Prefeitura local, realizadora do evento, estima público de 60 mil pessoas durante os três dias de Banartes.

São João

O mês é julho, mas quem for à Avenida Queiroz Pessoa, local da feira, estará ambientado em um universo junino. A organização promete transformar a via em um verdadeiro corredor cultural. E nada é mais regional culturalmente quanto nosso São João. 

Um espaço de cerca de 300 metros será decorado com aproximadamente 30 mil bandeirinhas. Além disso, cercas formadas por estacas de madeira, em alusão às tradições sertanejas, vão circundar as entradas do loca l.

Além dos shows, o público também poderá conferir outras atrações, entre elas o tradicional Criança Fazendo Arte, o Show de Calouros e a Mostra de Quadrilha Juninas, que este ano deixa de ter caráter competitivo.  

Festival da Canção, Mostra de Violeiros, Voz Mirim, Festival de Gastronomia Típica e a Feira da Agricultura Familiar também são destaques na programação. 

O edital lançado pelo Município prevê ainda atividades culturais nas áreas de teatro, pintura, fotografia, cordel, dança e literatura. 

Mais informações

27ª Feira de Artes de Banabuiú
De 5 a 7 de julho (quinta a sábado), na Vila das Artes (Avenida Queiroz Pessoa, Centro, Banabuiú). De 9h da manhã às 4h da manhã do dia seguinte. Shows iniciam às 23h. Entrada gratuita. Informações: (85) 99931.3798.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.