coluna

Portrait — Saigon: cenas da vida passando

00:00 · 21.10.2017

Dentro da fartura de cenas do cotidiano nas becos, ruas, avenidas e praças de Saigon ou Ho Chi Minh, o flagrante nunca se repete. Principalmente para quem é viciado em perscrutar detalhes, aqueles que muitas vezes são vistos só depois, quando de volta ao quarto e a canseira fica em segundo plano por conta da satisfação do gostar de ter feito. A figura da Virgem Maria, ao fundo da fotografia das duas amigas com estilos de roupas contrastantes serve de divisor das escolhas do vestir. Basta mudar a vista e focar outro ângulo e está lá, no meio do trânsito caótico da cidade, o destaque da criança de chapéu e de pé na sela da moto entre os pais, esses devidamente protegidos. A rusga pública do casal durou pouco. A imagem da reconciliação seria o óbvio. O flagrante da cara feia foi o que contou. Fotos de quem faz selfies fica bem melhor quando existe beleza explícita nos rostos felizes. Seguir a vida passando é mais divertido que ver a vida passar. Saigon, Vietnam, outudro'2017.

Image-0-Artigo-2313309-1 Image-1-Artigo-2313309-1 Image-2-Artigo-2313309-1

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.