coluna

Portrait: O que dizem as imagens

00:00 · 14.04.2018

Valham-me as lembranças das minhas fortunas de tempos vividos, transformadas em imagens esquecidas de propósito porque deixaram de contar, de valer, de servir, de ter importância para a outra metade da mesma cumplicidade. Que estaria escrevendo a menina, de tranças desfeitas pelo vento da praia distante? E os lábios, tão perfeitos, tão doces, de tantos beijos, sobre os quais fez tantas confissões? Sei de tudo, lembro delas, de cada uma e da importância que tiveram. Vieram à tona com a imagem do homem solitário, na janela do trem para um destino distante e no detalhe da discreta solidão do jovem entre-as colunas de um imenso corredor em um desses lugares que ficaram lá bem longe, para onde carreguei as minhas saudades...

Image-0-Artigo-2387595-1 Image-1-Artigo-2387595-1 Image-2-Artigo-2387595-1

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.