coluna

Portrait — Bagan: templos e balões

00:00 · 17.02.2018

Bagan, no Miyanmar, ficou de fora de uma importante lista promovida em 2007 para os internautas escolherem as novas Sete Maravilhas do Mundo, pelo simples fato do país, estar até aquela época, fechado para o turismo e raros eram os que sabiam da existência dele.

Entre os séculos XI e XIII, Os soberanos da antiga Birmania, como era conhecido o país, construíram, à margem do rio Ayeyarwaddy, essa capital de encanto singular, fundada pelo imperador Anawaratha em 1044, para dar vida a uma planície árida bem no centro da nação. Implantou o budismo Teravada no reino e deu início à construção de centenas de templos, uma das principais atrações turísticas abertas ao mundo moderno e que ganha contornos mágicos às primeiras luzes do dia com o festival de balões.

Turistas de várias partes do planeta pagam para subir nesses balões para ser e fazer parte do espetáculo.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.