coluna

Lígia Nottingham: Guia minimalista

Lígia Nottingham

ligia@ligian.com.br

00:00 · 29.06.2017

Por que ter menos parece ser o novo caminho da felicidade? Saiba como montar o chamado guarda -roupa cápsula

Guarda-roupas abarrotados e um monte de peças que já não servem mais. Não porque não cabem, nem porque o seu corpo mudou, mas pelo simples fato de que parecem ter ficado antiquadas, démodé ou "so last season". Quem nunca teve essa sensação? Talvez você esteja se perguntando: e porque isso acontece?

Fora de moda

A revolução industrial fez com que produzíssemos muito mais do que era necessário. Para vender mais, os produtos precisavam ter uma vida útil menor, fazendo com que a compra de um mesmo produto se repetisse com maior frequência.

Nos produtos eletrônicos ficou fácil resolver: você programa os artigos para falhar depois de um certo tempo e ponto. Mas o que fazer com roupas e objetos de decoração, por exemplo, que não podem ser programados? É simples, basta dizer que está fora de moda.

E assim se criou um sistema de renovação estética e de desejo do novo que nos apresenta novas propostas a cada estação, tornando as coisas que temos em objetos descartáveis. Mas não se engane achando que o sistema da moda é completamente arbitrário. Na verdade, as tendências seguem movimentos mundiais, influenciados pelas culturas de massa. Se um dia a revolução industrial ditou regras, hoje a revolução do slow fashion é quem comanda essa tendência. Descobrimos que menos é mais.

Menos é mais

Anos foram necessários para a gente perceber que comprar e ter produtos não era a melhor forma de resolver os nossos problemas. A chamada "felicidade", na geração atual, está muito mais ligada às sensações do que aos objetos de consumo. Ter, passou a ser sinônimo de aprisionamento e estresse.

A filosofia minimalista se espalha ao sabor dos ventos seguindo essa premissa. De acordo com Francine Jay, pioneira desta doutrina e escritora do blog missminimalista.Com, "muitos desses objetos, juntamente com suas promessas vazias, sugam o dinheiro dos nossos bolsos, a magia de nossos relacionamentos e o prazer de nossas vidas".

Longe de ser contra o consumo, a filosofia minimalista propõe uma reflexão sobre o valor que cada compra tem de verdade para a felicidade de cada um e sugere que esse consumo seja feito com mais senso do que realmente importa. Produtos com utilidades objetivas, objetos estéticos que valorizam o dia a dia e coisas afetivas, podem estar todas na sua vida, mas em quantidades que façam delas, especiais.

Outra ponto importante é valorizar artigos de longa duração e produtos multifacetados, que tenham muitas utilidades.

Dentro dessa visão, o guarda-roupa cápsula é uma boa forma de começar a aderir à esse novo sistema.

Guia minimalista

A Coach de Estilo, Lu Carvalho explica que um guarda roupa minimalista "é composto de poucas e boa peças que coordenem todas entre si, dando uma quantidade maior de produções". E dá a dica: "Para que as composições fiquem interessantes, deve-se misturar materiais como malha e couro, jogar um lurex, tecidos de lã ou usar uma terceira peça, como um blazer".

Entre as cores tidas como básicas, Lu lembra que além do branco e preto, existem o cinza, o caramelo, o nude e até o vinho.

Para entender melhor como os looks podem funcionar dentro desse estilo, convidamos a Coach de Estilo para participar do nosso editorial de moda de hoje.

Para ler

Ficou com vontade de fazer uma faxina minimalista em casa e no guarda- roupa? Eu fiz e adorei! Lembrando que o estilo minimalista é feito por você e não precisa ser radical. Cada um sabe o que cabe ou não na sua vida. Para ajudar, aqui vão algumas dicas de leituras para te acompanhar nesse processo. A minha foi acompanhada do livro "Menos é Mais", da Francine Jay.

Livro Menos é Mais, de Francine Jay, propõe rever os objetos da sua casa questionando o que de fato vale a pena guardar

s4

A Mágica da Arrumação, de Marie Kondo, ajuda a organizar a casa e a vida mantendo apenas o que é importante para a sua felicidade

s5

Em inglês, The More Of Less, de Joshua Becker, procura o verdadeiro sentido por trás dos objetos que você possui, e se não achar... Bye Bye!

s6

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.