coluna

Lígia Nottingham: Delicado Perfume

Lígia Nottingham

ligia@ligian.com.br

00:00 · 02.11.2017
Padronagens parecem ter sido retiradas de antigos papéis de parede (Camisa Hippie Sea)

A moda dos meninos volta a visitar as estampas florais nessa primavera, mas nem toda flor desabrocha nesta estação. Para começar, esqueça os florais havaianos e suas cores nervosas, já que essa estação passa longe do clima do Ula-Ula.

Depois, deixe de lado as estampas localizadas e fique de olho nas padronagens. Mas sabe aquelas com desenhos grandes? Esquece! O novo visual masculino pede delicadeza.

Tudo começou com a chegada de Alessandro Michele, na Gucci. O italiano assumiu a direção criativa da marca em 2015, e já na sua primeira coleção (inverno 2016) trouxe à tona todo um universo de referências que cheiravam a naftalina.

Com ares de brechó, o designer causou fervor no mundo da moda ao trazer inspiração retrô e padronagens "roubadas" de antigos papéis de parede.

Image-2-Artigo-2318863-1

Inspiração retrô e padronagens "roubadas" de antigos papéis de parede (Camisa Hippie Sea; Brinco conceito Nathalia Canamary)

Algumas estações depois, uniu os desfiles feminino e masculino em uma só passarela com looks sem gênero.

A nova estética trouxe originalidade, arte e ousadia, causando um "buzz" que colocou novamente a Gucci como uma das principais marcas lançadoras de tendência do mundo. É a partir dela que se configura um novo modelo masculino: um homem delicado, culto e com comportamentos à moda antiga.

Image-3-Artigo-2318863-1

O floral aparece em pequenos buquês e as cores puxam para os tons pastel (Camisa Le Sergic)

Na moda isso se traduz na volta dos pequenos padrões florais, em nuances discretas e, de preferência, com fundo escuro. Essas flores aparecem em pequenos buquês e as cores puxam para os tons pastel.

Image-1-Artigo-2318863-1

Broches e abotoaduras deixam ainda mais interessante o look com ares vintage (Camisa Hippie Sea; Broche conceito Nathalia Canamary)

Para coordenar com perfeição, o ideal é investir nos shorts e calças sociais, produzidos em tecidos naturais como a sarja ou o linho. Para entrar de cabeça na tendência, os broches e abotoaduras são aposta certa para dar um toque ainda mais interessante ao look com ares vintage.

Além disso, podemos ter a certeza de que um vistoso buquê de flores à mão e um toque de cavalheirismo acompanham muito bem esse homem primaveril.

Expediente

Fotos: Reinaldo

Jorge Modelo: Arthur Catunda (RC Model Agency)

Flores: Luxo Natural

Inverno 2018 Verão 2018

O desabrochar de uma tendência

Verão 2018 Inverno 2018

(Verão e Inverno 2018)

Tudo começou com a chegada do estilista Alessandro Michele, na Gucci. Sua estética vintage e sem gênero criou um novo modelo masculino: delicado, culto e com comportamentos à moda antiga.

Fashion news!

Diretamente do reino das logo-manias, a marca italiana Miu Miu lança, pela primeira vez, uma bolsa com a sua logo em destaque. As peças fazem parte da coleção de outono/inverno 2017 e foram apresentadas em dois modelos

Miu Logo

Image-0-Artigo-2318905-1

A bolsa envelope é estruturada, com shape clássico e produzida em couro Madras e com duas opções de alças: a de mão e uma a tiracolo. Custa R$ 8.100

Miu Dahlia

Image-1-Artigo-2318905-1

A Dahlia Logo é inspirada nos tradicionais sacos de caça, possuem costura aparente e mood vintage. Custam R$ 8.100

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.