coluna

+Design: pais também gostam de ganhar flores

00:00 · 11.08.2018

Que homem também chora, todos nós sabemos, mas que pai também gosta de receber flores, isso é novidade! Desde que venham acompanhadas de itens como relógios, vinhos ou cervejas premium, a reação do papai será das melhores

Quem disse que pai não gosta de receber flores? Esse mito de que homens não recebem flores, há tempo foi desmistificado e o Dia dos Pais se tornou mais florido e agradável. O motivo é o Dia dos Pais ser uma data em que essas flores são muito procuradas para presente. São várias as justificativas, mas a unanimidade recai na facilidade em cuidar. Sendo da família das suculentas, as que armazenam água nas folhas e, por isso, exigem pouca rega.

Na hora de dar flores a um homem, a preferência é pelas variedades que exigem baixa manutenção, ou seja, que são mais fáceis de cuidar.

Não por acaso, as flores da família das suculentas, que armazenam água nas folhas e, portanto, exigem pouca rega - são muito requisitadas e até tornaram-se conhecidas como a Flor do Papai. Não existe mais o tabu de dar flores para homens. A maioria, simplesmente, adora.

As flores apresentam cores, tamanhos e texturas diferentes e podem ser encontradas nas cores vermelha, laranja, amarela, rosa, lilás e branca, com muitas variações de nuances. Além disso, é uma das poucas plantas que se encontra com facilidade em autosserviços, como supermercados e varejões, a preços bem convidativos.

Quem ainda não se sente à vontade ou tem dúvidas, pode testar uma combinação de presentes, incluindo um vasinho em uma cesta de café da manhã, de queijos ou vinhos, ou mesmo junto com o presente convencional, como uma roupa, um par de sapatos, um perfume, meia, cinto, relógio ou até mesmo cervejas premium. Com as dicas de presente da Alexia Flores, qualquer paizão se sente agradado.

Suíte Lino Villaventura

design

O ambiente "Suíte com closet de Lino Villaventura" homenageia o estilista que comemora 40 anos de carreira. Todos os detalhes do ambiente projetado, trazem referências da trajetória do profissional de moda, elementos do gosto pessoal do estilista, peças de destaque e obras de arte cedidas por ele. Além de outros elementos como móveis, papéis de parede, painéis e demais criações desenvolvidas especialmente pela arquiteta e designer que assinam o ambiente, Luara Ciarlini e Pedro Paulo, e o estilista Dom Regis Vieira, feitas exclusivamente para esta mostra. O projeto apresenta uma visão mais íntima do estilista com o seu quarto e closet. No ambiente predominam o preto, o branco e o cobre, cores mais utilizadas em suas criações. Os móveis planejados foram executados pela Planneje Prime.

Lounge Conceito Ronega & Contiuitá

design

O ambiente "Lounge Conceito" foi desenvolvido pela arquiteta Rafaella Thomaz, em parceria com a Ronega&Continuitá, e é inspirado pela estética do estilista cearense e, principalmente, pela mulher que veste sua roupa. Um espaço para receber, mas que também dê vontade de ficar, na sua concepção foi usado referências distintas que coexistam. Como o brutalismo visto no concreto nas paredes e na mesa de centro, desenvolvidos exclusivamente para Mostra 100% DESIGN 2018, e o vergalhão e a madeira, tão brasileiros e tão nosso. Que se repete na ilha/cozinha gourmet em balanço, ponto alto do projeto, e na parede geométrica. Tem ainda o verde, que arremata e dá vida ao ambiente. Com espaços cada fez mais minimizados, integrando tudo, desconstruindo layout e fazendo uso de maximóveis, como o sofá de 6m.

Espaço 100% Blue Jeans

Image-0-Artigo-2437964-1

O Espaço 100% Blue Jeans da Mostra 100% DESIGN é uma homenagem ao tecido que teve sua origem na França e que ficou famoso e popular nos Estados Unidos, por sua flexibilidade de uso, vestindo homens e mulheres, agradando a gostos variados. É marca da rebeldia e da diversidade, o popular jeans. O ambiente assinado pela arquiteta Débora Freitas é descolado e contemporâneo e destaca o uso de elementos em sua composição que sempre fizeram parte da história do jeans: a cor azul índigo nas paredes; o uso do couro e detalhes em metal, que foram traduzidos em móveis e objetos; e nas obras de arte da Ópera Arte Contemporânea, além de trabalhos de Sidney Viana, na pintura em tons de azul com efeito degradê.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.