Coluna

+Design: Exposição MateriAlma

00:00 · 03.06.2017

A capacidade de pensar em novos materiais e produtos que impulsionem a indústria do vestuário, acessórios, calçados e móveis de design, leva o Coletivo MateriAlma ao Dragão Fashion Brasil.

Formado por designers, artesãos, artistas e empresas que colaboram entre si, as novas aplicações, texturas, formas, produtos e técnicas foram expostas no DFB. Entre elas, a biocelulose, que é uma espécie de couro bacteriana, resultado do preparo do chá Kombucha.

Outros materiais também foram utilizados, como plásticos e redes de nylon reprocessadas da associação de catadores de Santa Catarina e São Paulo. Restos industriais, pneus no processo de recapagem recuperados e transformados em matéria-prima, tecelagens inusitadas com fitas VHS, entre outros processos que rompem com a lógica do mercado de moda e design.

A proposta do grupo é procurar, nas coisas esquecidas, a beleza e a ciência. Bem como unir responsabilidade social, sustentabilidade e consumo consciente, conectando e oferecendo um mapeamento de novas possibilidades para o desenvolvimento de produto.

Entre os designers que expuseram suas criações, está o cearense Alexandre Heberte, natural de Fortaleza, radicado em São Paulo há mais de 10 anos. Alexandre se especializou em tecelagens inusitadas, experimento no desenvolvimento de componentes de tapetes utilizando laminados sintéticos residuais, fitas VHS descartadas.

Além dele, o também cearense Érico Gondim, designer fascinado por desenvolver produtos inovadores, também fez parte do projeto e trabalhou transformando couro e escamas de tilápia curtidos com tanino vegetal da empresa Aguapele, em calçados e em lindas luminárias.

Gabinete Mitari

Image-2-Artigo-2250211-1

Este móvel gabinete é a peça ideal, como mobiliário doméstico, para armazenamento com estilo na decoração de uma casa moderna e descolada. Toda sua estrutura é feita em madeira e ferro. O acabamento final recebe camadas de verniz de alto brilho. Os pés em latão polido são um detalhe à parte, já que seu brilho dourado enriquece o visual do móvel com estilo de peça de decoração dos psicodélicos anos 1970. O fundo interno recebe espelhos e vidros fumês, finalizando seu rico acabamento.

Arquitetura pura

Image-0-Artigo-2250211-1

A fachada do edifício "Beirute terraço" traz traços de linhas retas e camadas volumétricas de lajes sobrepostas, posicionadas em diversas proporções. O design cria um recurso natural que ajuda a conter o excesso da demanda solar e, por vez, proporciona aos seus moradores um conforto térmico. Afinal, durante o dia a região tem altas temperaturas e a noite muito frio. O projeto do prédio, localizado na cidade de Beirute, no Líbano, leva a assinatura do estúdio suíço de arquitetura Herzog & de Meuron dos arquitetos Jacques Herzog e por Pierre de Meuron. O projeto faz parte de um plano de recuperação do urbanismo da cidade. Isso sim, é arquitetura pura!

Decor Montessoriana

Image-1-Artigo-2250211-1

Um espaço com tudo ao alcance das mãos das crianças. Essa é a ideia do quarto montessoriano, que visa, antes de tudo, a autoeducação. De acordo com o método, o quarto deve oferecer elementos - posicionados na altura da criança - que estimulem o desenvolvimento e a autonomia de forma segura para que ela se sinta à vontade para explorar o espaço. Assim, a criança vai se tornando independente em atividades simples, como, por exemplo, pegar um brinquedo que ela gosta, sem precisar do auxílio de um adulto. O projeto leva a assinatura da arquiteta Ilana Rocha, especialista em projetos no método Montessoriano.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.