coluna

+Design: Di Cavalcante na Casa D'alva

00:00 · 25.08.2018

Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um dos primeiros pintores modernistas do Brasil. Um dos idealizadores e organizadores da Semana de Arte Moderna, em São Paulo, está esse mês em exposição em Fortaleza

A cidade de Fortaleza está sendo presenteada nessa última semana com grandes exposições ao nível de museus e galerias internacionais, como a exposição "Retratos da Alma Brasileira " do Mestre Di Cavalcante, que estreou na semana passada na galeria Casa D'alva.

A exposição traz um apanhado de importantes obras do artista plástico que, junto com outros artistas como Tarsila do Amaral, idealizou e organizou a Semana de Arte Moderna de 22 no Teatro Municipal de São Paulo.

Di Cavalcante estampou em suas obras os traços típicos das feições dos brasileiros, retratando negros e negras, bem como a flora brasileira, rompendo com fórmulas das escolas de belas artes Europeias que ditavam regras no começo do século XX.

Di Cavalcanti (Rio de Janeiro, 1897 - 1976) é um dos mais sólidos nomes da arte brasileira e um dos poucos artistas plástico brasileiros que tem verdadeiramente projeção internacional.

Conviveu com importantes vanguardistas históricos, como Blaise Cendrars, Henri Matisse, Jean Cocteau e Pablo Picasso e suas obras podem ser encontradas em museus e coleções particulares da América Latina, Estados Unidos e Europa, sendo, inclusive, um dos artistas mais concorridos em leilões de todo o mundo.

Legado

Além da relevância histórica de ter sido um dos precursores do modernismo em nosso País, foi um dos primeiros artistas a despertar para a importância do registro de cenas genuinamente brasileiras como festas populares, favelas, músicos e sambistas.

Esta mostra organizada pela Casa D'Alva, que resume, com obras de significativo teor estético e indiscutível personalidade, cinco séculos de sua profícua produção, deixa este legado evidente.

A Arte de Di Cavalcanti apreende o mais profundo espírito da brasilidade refletindo a cara do nosso povo.

Suas obras são retratos da alma brasileira. A exposição em cartaz tem a curadoria de José Guedes e Roberto Galvão.

Mais informações:

Di Cavalcanti
Até 6 de setembro, na Casa D'Alva (Rua João Brígido, 934 - Aldeota). Visitação: de segunda a sexta, das 10h às 19 horas; e aos sábados, das 10h às 14 horas. (3252.6948)

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.