coluna

+Design: Casa de contêiner

00:00 · 31.03.2018

Uma casa de contêiner, localizada em uma chácara no perímetro urbano da cidade, projetada pelo escritório Delton Leandro Arquitetura, foi inaugura como a primeira casa contêiner de Lorena, na região do Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo.

A moradia de 30 metros quadrados, traz à região uma nova proposta arquitetônica que integra conceitos de vida simples, flexibilidade, mobilidade e sustentabilidade. Conhecida como mini casa, ou "tiny house", a ideia vem se tornando uma tendência mundial. Neste tipo de habitação, os projetos contemplam espaços otimizados, dando usos múltiplos a cômodos e mobiliários. O sucesso mundo afora é decorrente da passibilidade de se reduzir o custo de um imóvel, na medida que terrenos urbanos e rurais se tornam cada vez mais caros.

Apesar da visibilidade internacional, em cidades urbanas ou interiores de algumas áreas rurais em outros estados brasileiros, este tipo de arquitetura ainda não é conhecido.

O arquiteto Delton Leandro ressalta que esse tipo de residência compacta permitiu que o terreno tenha um melhor aproveitamento. Isso porque, além de usá-la como moradia, pode também usufruir das terras para plantação de alimentos.

Práticos e acessíveis, as construções em container propõem uma solução econômica e eficiente para quem quer viver ou trabalhar em espaços menores, mas que não abre mão de conforto e qualidade.

Essa arquitetura eficiente traz menos custos, proporciona maior versatilidade ao estilo de vida e possibilita mobilidade à construção. Construções como essa podem ser instaladas tanto em áreas rurais como urbanas, em projetos residenciais ou comerciais, como escritórios, casas noturnas e galpões. E também podem ser transportadas a outros terrenos com a ajuda de um caminhão munck, possibilitando que a casa se adapte ao momento de vida do morador.

Do fundo do mar

Calu Fontes para a Tok Stok

Inspirada no oceano e sua diversidade, a designer Calu Fontes assina uma nova coleção de produtos com a sua marca para a Tok Stok. O mar é símbolo de movimento, dinâmica de vida e mostra na diversidade de seu universo. Com base nisso, a artista desenvolveu objetos de decoração brincando com o grafismo, já característico de seu trabalho, e a pluralidade de cores e espécies que compõem o oceano. Dentre os itens, estão louças que podem colorir tanto mesas como paredes, objetos para o banheiro e artigos para cozinha. As ilustrações são inspiradas no mar da Bahia, onde a artista traz suas lembranças de infância. Foi onde teve seu primeiro contato com os elementos marinhos que nadam sobre as camadas de tintas e esmaltes.

Orelha de coelho

TulipaBaby

Amanhã já é domingo de Páscoa e a TulipaBaby apresenta a surpreendente Luminária Orelha de Coelho, uma ótima dica para aqueles que preferem a fofura do coelhinho ao invés dos tradicionais ovos de chocolate. Indicada para diversos ambientes e para todas as idades, a criativa luminária possui estrutura em formato de caixa de reflorestamento com face em acrílico leitoso, aplicação de um coração que remete ao nariz do coelho e orelhas peludas em tecido de pelúcia e com aplicação de paetê. A Luminária Orelha de Coelho está disponível para venda através do site (www.tulipababy.com.br).

Antônio Bandeira restaurado

Image-0-Artigo-2381327-1

A obra "Cidade em Festa", tríptico do artista cearense Antônio Bandeira (1922-1967), retornou à coleção do Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará (MAUC). O painel passou por um minucioso processo de restauro, que se estendeu por oito meses. A iniciativa foi apoiada pela galeria Almeida e Dale, parceira da Federal do Ceará (UFC). A restauração foi realizada pela especialista Denise Guiglemeti e Wallace Alonso Guiglemeti. Cidade em Festa é um óleo sobre tela de 1961, que possui grandes proporções: são mais de 5 metros de largura e 2 metros de altura. O painel ganhou reforço de um tecido sintético, colado em seu verso, mantendo a transparência da assinatura do artista. O chassi de madeira foi substituído por um de alumínio, mais resistente.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.