coluna

+Design: A natureza reinando no concreto

00:00 · 28.10.2017

O arquiteto paisagista brasileiro, Alex Hanazaki soma mais uma importante premiação à sua carreira com o prêmio ASLA 2017, da American Society of Landscape Architecture, concorrendo com grandes nomes internacionais da área. Esta é considerada a mais respeitada associação de arquitetura paisagística mundial, fundada em 1899.

Consolidado como um dos grandes nomes da arquitetura paisagística contemporânea no Brasil, Alex conquistou a condecoração internacional com o projeto erguido em uma área de preservação do antigo ambulatório do Jockey Club de São Paulo. O espaço, que tem mais de 450 m², equilibra elementos industriais com os naturais.

O espaço contempla o uso de plantas nativas, de baixo consumo hídrico e manutenção, reforçando a brasilidade do espaço, plantando 12 árvores do icônico pau-brasil, cultivado em viveiro em toda área.

Criar surpresas ao longo do caminho foi outro grande propósito de Hanazaki. Ao entrar no espaço, o visitante é estimulado por diferentes sensações, sendo surpreendido por um túnel que, de um lado formado por um imenso jardim vertical e do outro por um grande brise feito com estrutura metálica e porcelanatos, aplicados de forma inusitada e em diferentes tons, como preto, cinza, bege, nude, off-white e branco.

Luz

Propositalmente, a pouca luz do corredor faz com que as retinas dos olhos do público se fechem e, então, estimulem um sentimento de mistério e expectativa que, ao fim do percurso, logo se abra para a contemplação da área externa.

No ambiente principal, o visitante encontra duas ambientações. À direita, um grande espelho d'água, revestido de seixos negros de porcelanato e cubos do mesmo material, distribuídos em seu interior, propondo o conceito de um caminho sobre as águas, compostos com pequenos jardins flutuantes.

Image-0-Artigo-2316270-1 Image-1-Artigo-2316270-1 Image-2-Artigo-2316270-1

Ouro e preto

Image-2-Artigo-2316272-1

Nada mais simples e sofisticado do que a combinação do preto com o dourado, certeza que a mistura vai dar certo. O banco Bolvardi traz essa combinação entre os tons neutros, seu design fascinante do assento e da base com suas curvas ousadas, feitas de latão polido e estofados de veludo preto pintado a jato de pelúcia, que atraem primeiro com os olhos e depois a sentir a experiência de seu conforto ergométrico. A peça de design minimalista pode ser fabricada em diversos acabamentos como: latão polido, aço inoxidável ou cobre; acabamento fosco, escovado ou alto brilho.

Cápsula para guarda-roupa

Image-0-Artigo-2316272-1

Finalmente o guarda-roupa tradicional sai de cena como coadjuvante e vai para o centro das atenções na casa como móvel de design. Agora totalmente repaginado e quase que irreconhecível como simplesmente um móvel para guardar roupas. O arquiteto Alex Schulz, fugiu da fórmula tradicional, de projetar um único protótipo da nova armadura tipo gabinete. A Schulz construiu uma coleção de móveis. A combinação de diferentes armações de aço cria uma coleção grande e colorida. O móvel recebe um revestimento como um invólucro de acrílico. A ideia por trás do conceito é criar um objeto que se encaixa em espaços pequenos, seja leve e que agregue beleza ao ambiente.

Luminária FlapFlap

Image-1-Artigo-2316272-1

A luminária FlapFlap é uma espécie de desafio às leis da gravidade. A peça parece flutuar livremente no ar, como se estivesse levantada por mãos invisíveis. Disponível com lâmpadas LED, apropriadas para uso com lâmpadas economizadoras de energia. A luminária leva a assinatura do designer Constantin Wortmann, que criou esta versão redesenhada. O resultado é uma brilhante ideia, de acordo com o espírito do verdadeiro design que une beleza plástica, praticidade e funcionalidade.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.