Coluna

Cosmética & Beleza: a beleza da moda no Ceará

00:00 · 16.05.2018 / atualizado às 01:50
Aclamado de pé, Lindebergue Fernandes fechou a primeira noite do DFB Festival com ‘Manifesto ao Amor Próprio’. A proposta representa a diversidade, não só de gêneros, mas de corpos, que se libertam da beleza plastificada e coloca em discussão a ditadura do belo ( Fotos: Thiago Gadelha, JL Rosa e Natinho Rodrigues )

No DFB Festival, a beleza dos desfiles acompanhou a diversidade cultural e a riqueza do trabalho autoral

O DFB Festival 2018, apontado pelo diretor geral, Cláudio Silveira como o maior encontro da moda autoral da América Latina, aconteceu de 9 a 12 de maio, no Terminal Marítimo de Fortaleza.

Com a proposta de lançar um olhar de 360º sobre todos os setores da sociedade, o organizador focou na importância de transformar e manifestar a pluralidade envolvida na moda e na cultura, assegurando a máxima participação dos indivíduos, sem discriminação ou censura.

Visão de mestre

Ao longo dos anos e de árduo trabalho, o encontro de moda é consolidado como um evento multidisciplinar. "O DFB Festival 2018 tem a missão maior de promover a inovação e o acesso às diversas formas de produção criativa", reforça Cláudio Silveira.

Sucesso de público durante os quatro dias da edição, o evento ganhou notoriedade internacional. "Isso prova, o quanto o Ceará e o Nordeste também produzem e exportam moda com qualidade e identidade própria", ressalta Cláudio Silveira.

Com 19 anos de uma história ligada à tradição da indústria cearense de têxteis e confeccionados, o DFB Festival apresentou um line up composto por 38 desfiles de moda, entre nomes autorais, grandes players nacionais e criadores emergentes, que brilharam e fizeram história nas passarelas do festival.

Além das coleções

A exuberância e ousadia das produções de looks relacionadas aos cabelos e maquiagens, desfiladas nas passarelas do Festival puderam ser vistas com riqueza de detalhes nesta edições.

foto
A pele natural, olhos destacados e penteados com coques baixos complementam a coleção Mandalas, assinada pelo estilista Ivanildo Nunes. As peças são inspiradas no contemporâneo bordado cearense

foto
A partir de uma personagem criada pela estilista, a londrina Rosie, uma mulher empoderada que adora o Brasil, Rebeca Sampaio apresentou uma coleção com fortes referências dos anos 19 80. A make leve, os chapéus e o rabo de cavalo garantem a leveza dos looks

foto
Além dos coques desestruturados, os olhos marcados com delineador branco fizeram toda a diferença na coleção de Iury Costa, que homenageou o artista plástico Sérvulo Esmeraldo

foto
Para valorizar ainda mais a sua coleção intitulada, Ilusions, João Paulo Guedes caprichou no destaque dos olhos, com um tom forte que dispensava qualquer outro item no quesito maquiagem

foto
A beleza específica para a criação do estilista Kallil Nepomuceno foi construída nas tonalidades de rosa e nude, uma referência ao tema proposto pelo veterano das passarelas do DFB que evidenciou o poema romântico com o mundo moderno das relações digitais

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.