Especial Publicitário

Transformação digital

Fomentar o empreendedorismo, principalmente no interior do Estado do Ceará, é o principal objetivo do programa Corredores Digitais, que realiza a aceleração de ideias ou projetos (científicos ou tecnológicos) em modelos de negócios inovadores.

05:00 · 10.07.2018
Gabriela Purcaru
Gabriela Purcaru: novas possibilidades para a vida profissional dos jovens do interior.

Fomentar o empreendedorismo, principalmente no interior do Estado do Ceará, é o principal objetivo do programa Corredores Digitais, que realiza a aceleração de ideias ou projetos (científicos ou tecnológicos) em modelos de negócios inovadores. Na prática, trata-se de um processo completo de criação de uma startup, com capacitação, mentoria, networking e modelagem do plano de negócio, acessível aos empreendedores, principalmente jovens e estudantes, de todas as regiões cearenses. “Estamos falando não só do interior de grandes polos, como Sobral e o Cariri, mas de cidades pequenas, que não têm tantas oportunidades. Hoje, estamos presente em mais de 40 municípios, na edição deste ano, e temos a previsão de dobrar essa marca ao longo de 2018”, explica Gabriela Purcaru, Coordenadora do Corredores Digitais.

A primeira edição do projeto ocorreu em 2010 e, desde então, os resultados têm sido positivos para muitas pessoas. “Além da questão do impacto direto na vida desses jovens, de transformação, eles começam a pensar em novas possibilidades para a vida profissional, seja no mercado de trabalho tradicional ou não. E como fato concreto, temos cerca de 30 projetos que estão ativos e efetivamente se transformaram em empresas. Ainda muito novas, mas já caminhando, nessa jornada empreendedora”,
comenta Gabriela.

Realizado pelo Governo do Ceará, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), o Corredores Digitais contempla projetos nas áreas de biotecnologia, construção, economia criativa, turismo, economia do mar, eletrometalmecânica, indústria agroalimentar, logística, meio ambiente, água, energia, saúde e segurança.

POTENCIAL

Contando com parcerias de empresas, instituições de ensino e Prefeituras do interior, o Corredores Digitais aposta no potencial criativo dos estudantes. “O processo começa quando chegamos à cidade e fazemos uma reunião de articulação com os integrantes da região. Verificamos qual é a instituição que pode ser um polo do programa e ficar responsável por dar o suporte tecnológico ao desenvolvimento do trabalho, durante seis meses”, conta Gabriel Purcaru. “Depois disso, traçamos um cronograma de trabalho e começamos a implantar a metodologia. Trabalhamos desde a modelagem do negócio em si, transformamos a ideia em protótipo e vemos a questão da tecnologia, que é quando os participantes vão desenvolver e aprimorar a ideia. Ainda passamos pelas etapas de marketing, vendas, estratégia de mercado e, no final, trabalhamos com a modelagem financeira desses projetos”, detalha a Coordenadora do Corredores Digitais.

Podem participar do programa maiores de 16 anos. É necessário montar uma equipe de 2 a 4 pessoas, possuir um projeto inovador em alguma das áreas citadas com prioritárias do Governo e que uma das pessoas da equipe seja a figura do desenvolvedor do produto (membro do time com conhecimento técnico para desenvolver o produto físico e/ou digital).

O edital deste ano já está fechado, com a previsão de selecionar cerca de 200 projetos. Para quem quiser participar, a previsão é que o programa aconteça anualmente. Este ano, o ciclo de palestras e reuniões de modelagem foi de 25 de abril a 18 de maio, passando por um total de 35 localidades. “Nosso principal desafio nesse trabalho é a mentalidade, porque o jovem do interior tem muito potencial, mas precisa despertar para as possibilidades que tem de trabalhar com as questões do seu entorno, além de superar as dificuldades financeiras e de acesso à tecnologia. Mas temos alcançado resultados muito positivos e, em longo prazo, acredito que vamos fomentar essa cultura empreendedora para todo o interior, além de ter bons projetos para serem apresentados para o mercado”, projeta Gabriela Purcaru.

SAIBA MAIS

Mais informações e detalhes do programa Corredores Digitais, no site: sct.ce.gov.br/corredoresdigitais

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.