Especial Publicitário

Talentos valorizados

Uma das grandes ferramentas de gestão para os empreendedores é o setor de Recursos Humanos (RH), responsável pela gestão de pessoas na empresa.

05:00 · 31.07.2018
Camile Gouveia
Camile Gouveia: ações de educação e de qualificação contínua, em nível técnico e comportamental.

Uma das grandes ferramentas de gestão para os empreendedores é o setor de Recursos Humanos (RH), responsável pela gestão de pessoas na empresa. “Cada dia mais enxergamos que existe uma conexão direta entre a eficiência da área de Recursos Humanos e o desempenho da empresa, seja ela de qual tamanho for”, opina Roberta Grangeiro, psicóloga organizacional e Gerente de Gestão de Pessoas e Qualidade do Hotel Gran Marquise.

Ela defende que qualquer empresa, de qualquer porte e lugar, pode ser um excelente lugar para se trabalhar. “Colaboradores satisfeitos tendem a bater suas metas, a trazer ideias e a se automotivar. O RH envolve e direciona as pessoas em prol dessa conquista coletiva. Por isso, é um setor muito importante dentro da empresa”, afirma.

Esses resultados e conquistas coletivas, enfatiza Camile Gouveia Varela, quando conquistados, são reinvestidos em via de mão dupla (empresa e colaboradores), gerando, de forma cíclica, resultados crescentes. Além de Mestre em Psicologia e Mentora de carreira e positividade, Camile é Coach Executive e Diretora da Top Company e da Top Clinic. Ela lembra que algumas empresas têm verdadeiras “Ferraris” tecnológicas, mas obtêm resultados bem aquém dos esperados por falta de preparo dos colaboradores.

Por isso, ela sugere o investimento em ações de educação e de qualificação contínua, em nível técnico e comportamental. “Isso, somado a um ambiente positivo, é o que torna possível observar o processo de florescimento e no desenvolvimento do ser humano, dando possibilidade aos colaboradores serem impulsionados a atuarem mais vezes em suas melhores versões (My Best Sel)”, argumenta.

O primeiro passo – e a dica mais importante de Roberta Grangeiro para tornar o setor mais estratégico – é integrar o RH com a visão do empreendimento. “Conhecer o modelo de negócio, as metas organizacionais e as dificuldades operacionais são fundamentais para que o RH trace estratégias e práticas internas que contribuam diretamente para o sucesso da sua
empresa”, pontua.

INVESTIR EM RH

Cenário em empresas que cuidam do setor de RH:

Resultados maximizados: pessoas felizes com suas tarefas e com o ambiente de trabalho têm mais engajamento com as estratégias da empresa e com os níveis de entrega.

Clima mais positivo: favorece o enfrentamento de desafios, uma vez que a organização possui líderes e colaboradores mais qualificados e preparados.

 

Cenário em empresas que não cuidam do setor de RH:

Tensão: geralmente, empresas que não possuem ações de cuidado com seus talentos têm um clima mais tenso, sem entusiasmo. Gestores que não conseguem atuar como líderes, e sim como chefes.

Resultados comprometedores: clima de tensão inibe os resultados, gerando um maior número de reclamações de clientes.


FONTE: Camile Gouveia Varela, Mestre em Psicologia; mentora de carreira e positividade; Coach Executive; Diretora da Top Company e da Top Clinic. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.