Especial Publicitário

Rumo Certo

Seja uma empresa em fase inicial, seja um empreendimento em curso, o Plano de negócio é uma ferramenta estratégica para qualquer instituição.

05:00 · 31.07.2018
Alice Mesquita

Seja uma empresa em fase inicial, seja um empreendimento em curso, o Plano de negócio é uma ferramenta estratégica para qualquer instituição. “É o processo de validação da ideia e de sua viabilidade, além de descrever de forma clara as metas a serem alcançadas para atingir os objetivos do negócio. Ele é um plano operacional que define o quê e quando deve ser feito”, explica Alice Mesquita, articuladora da Unidade de Atendimento do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE).

Ela destaca que as empresas de menor porte podem optar por um planejamento mais enxuto, e frisa que todo empreendedor deve fazer um planejamento prévio antes de requerer o CNPJ, pois é esse planejamento que vai definir a forma que a empresa vai operar e o valor necessário para que ela inicie e funcione de forma segura, reduzindo os riscos e as incertezas próprias do negócio.

Alice Mesquita lembra que o Plano de negócio deve ser atualizado sempre que necessário, servindo também para apresentar a empresa a possíveis investidores, fundos de investimento, bancos ou para um novo sócio. Para as empresas em operação, ele pode servir como um norteador para que o empresário acompanhe o desenvolvimento do negócio.

Em seu site, o Sebrae dispõe de documentos de download gratuito que ensinam a elaborar Planos de negócios. Aos que desejam ir mais a fundo, a instituição oferece cursos presenciais sobre o tema. A empresa lembra que a preparação de um Plano de negócio é um grande desafio, pois exige persistência, comprometimento, pesquisa, trabalho duro e muita criatividade, sendo importante porque, ao final, ele ajudará a responder a pergunta: “vale a pena abrir, manter ou ampliar o negócio?”.

DEPOIMENTO

“O Plano de negócio é um documento elaborado pelo empresário, que vai orientá-lo na busca de informações sobre o ramo de atividade, o público-alvo, os concorrentes, os fornecedores, o plano de investimento e até o cálculo da viabilidade do negócio. Esse documento é um retrato da empresa. Ele descreve os passos necessários para alcançar os objetivos do negócio e ajuda a reduzir os riscos e as incertezas, principalmente nos primeiros anos do empreendimento”, detalha Alice Mesquita, articuladora da Unidade de Atendimento do Sebrae/CE.

DICAS

De acordo com Alice Mesquita, é importante que todo empresário dedique um tempo no planejamento com pesquisas antes de iniciar um negócio. Para essas pesquisas,
ela sugere:

. Analisar a ideia, comparando-a com o que já existe no mercado;

. Observar como funcionam empreendimentos similares;

. Observar como é o comportamento do consumidor e quanto ele está disposto a pagar pelo seu produto
ou serviço;

. Analisar a forma como seus produtos e serviços chegarão até
seus clientes;

. Avaliar a possibilidade de firmar parcerias que possam contribuir para a atração do público-alvo;

. Investigar possibilidades de inovação no negócio, negociação com fornecedores e necessidade de mão de obra especializada. “E, principalmente, não ter medo de empreender, mas ir com segurança e pé no chão”, descreve Alice Mesquita. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.