ESPECIAL PUBLICITÁRIO

Grande mercado

"Todas as empresas podem ter um chat bot. Ele pode automatizar o atendimento e oferecer qualquer tipo de experiência para o cliente."

15:22 · 25.08.2017

"Quando a gente contabiliza todos os aplicativos de mensagem, os usuários de internet passam mais tempo neles do que nas redes sociais. Só isso já configura uma grande oportunidade de mercado, porque, se você é ou tem uma empresa, quer estar onde as pessoas estão. E quem quiser ter uma marca com posicioamento relevante, de forma automática e escalável, dentro das plataformas de mensagem, só consegue isso por meio de um chat bot." Dessa forma, o empreendedor Marlos Távora define a tendência trabalhada por sua empresa, a Chatbot Maker, e o grande mercado que há pela frente para ser explorado. "Somente de usuários do Messenger do Facebook, são cerca de 1,2 bilhão de pessoas. É um canal gigantesco e praticamente inexplorado", garante.

Com sede em Fortaleza e cerca de um ano de existência, a Chatbot Maker desenvolve chat bots para empresas de todos os segmentos. Chat bot (junção, em inglês, das palavras "chat", de conversa, e "bot", de robô) é um programa que simula um ser humano na conversação com as pessoas. O objetivo é responder às perguntas de tal forma que os usuários tenham a impressão de estar conversando com outra pessoa, e não com um computador. "Todas as empresas podem ter um chat bot. Ele pode automatizar o atendimento e oferecer qualquer tipo de experiência para o cliente. Qualquer loja, qualquer tipo de varejo, ou mesmo uma prestadora de serviços ou um delivery, podem oferecer um chat bot para seus clientes", explica Marlos Távora. "Uma indústria pode, além de oferecer seus produtos como uma vitrine, enviar conteúdos relevantes para o cliente, algum conteúdo educacional, estabelecer uma interação com o consumidor. No chat bot, a empresa assume uma posiçao ativa em relação ao cliente", descreve o empresário.

PROJEÇÃO

As perspectivas para o negócio são otimistas. A Chatbot Maker está ampliando sua equipe – que, no momento, tem um total de quatro colaboradores – e vendo aumentar a demanda pelos seus serviços. "No futuro, todas as empresas vão se beneficiar desse mecanismo. Conversar com um chat bot vai ser tão comum quanto conversar com um amigo através dos aplicativos de mensagens", projeta Marlos Távora.

Para chegar a esse estágio, no entanto, o empreendedor superou algumas adversidades. Sua trajetória começou em 2012, quando desenvolveu um aplicativo chamado Youplace, junto com um amigo, para facilitar o contato entre pessoas que estavam na mesma festa. O projeto teve um bom começo, mas não foi para frente. Entre 2014 e 2016, Marlos Távora teve mais duas experiências frustradas, no desenvolvimento de outros aplicativos. Com o Chatbot Maker, no entanto, ele garante que a trajetória será diferente. "Cometemos alguns erros. Tentávamos solucionar um problema que não existia. Agora, é diferente: investimos na solução de um problema real dos usuários. Além disso, o negócio tem foco, ao contrário dos empreendimentos passados. E, acima de tudo, criamos uma rede de relacionamentos. Aprendemos que não se pode fazer nada sozinho. Temos pessoas que nos acompanham, investidores e mentores que nos ajudam e trabalham para a empresa crescer", explica Marlos.

Está sendo decisivo para o desenvolvimento da Chatbot Maker o fato de ter sido selecionada para participar da aceleração da InovAtiva Brasil. "Por sermos uma empresa nova, gostamos muito. Estamos exercitando muito um dos nossos pilares, que é o 
network. Nosso mentor conversa muito conosco e nos dá todo o apoio. Tem nos ajudado muito, na definição do nosso modelo de negócio e do canal de vendas. É uma experiência essencial para o crescimento do nosso negócio e da nossa visão de longo prazo", afirma. Mais informações: 
http://chatbotmaker.io/

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.