Especial Publicitário

Gestão minuciosa

Todas as empresas precisam de um bom controle financeiro para prosperar. Mas alguns tipos de empreendimento são mais sensíveis a certos aspectos, como fluxo de caixa, capital de giro e planejamento.

05:00 · 24.07.2018

Todas as empresas precisam de um bom controle financeiro para prosperar. Mas alguns tipos de empreendimento são mais sensíveis a certos aspectos, como fluxo de caixa, capital de giro e planejamento. “Especialmente pequenos empresários costumam misturar suas despesas pessoais com as despesas da empresa. Esse é, com certeza, o ponto mais delicado nessa gestão, pois por vezes o negócio é lucrativo e proporciona uma boa margem para o empreendedor, mas as despesas pessoais estão superiores aos rendimentos. Com isso, o empreendedor pode ter a sensação de que o negócio não vai bem, quando na verdade não é o caso. Por isso, é tão importante que essa gestão seja feita de forma minuciosa”, orienta Juliana Barbiero, Head de Marketing da Intuit Brasil, empresa com sede nos Estados Unidos, presente no Brasil desde 2015, especializada em soluções de gestão financeira para pequenos negócios e profissionais autônomos.

Juliana Barbiero aponta que o principal ponto no qual os empreendedores falham é a falta de rotina em fazer o controle financeiro. É necessário ter disciplina e criar uma rotina para registrar todas as entradas e saídas, além de uma análise do balanço ao final do mês. “Pequenos gastos não registrados podem somar montantes significativos e a falta de visibilidade de onde foi parar o dinheiro acaba gerando uma grande insegurança e incerteza sobre o negócio”, diz a Head de Marketing da Intuit Brasil.

Observe, a seguir, oito dicas preciosas de Juliana Barbiero para que os empreendedores tenham mais facilidade com a gestão financeira de seus negócios.

Passo 1 - Olho no seu saldo

Comece do princípio. Tenha clareza do seu saldo inicial, ou seja, do montante que você recebeu ou investiu para começar o seu negócio.

Passo 2 - Observe as entradas

Ao vender, anote os valores e datas de recebimento, como também de onde vieram as receitas e a forma de pagamento.

Passo 3 - Calcule suas despesas

Detalhe o destino e a forma de pagamento das saídas. As despesas podem ser fixas ou variáveis e é importante categorizar cada uma delas.

Passo 4 - Entenda seus custos

Registre e analise os gastos que teve para fazer um produto ou prestar um serviço (preço da matéria-prima, gastos com a mão de obra etc.).

Passo 5 - Conheça o saldo operacional

O seu saldo operacional é o total de entrada menos o valor total de saída. Isso indica o equilíbrio financeiro do seu negócio.

Passo 6 - Tenha em mãos o saldo final do seu caixa

Somando o saldo inicial do Passo 1 com o saldo operacional do Passo 5, você chega ao saldo final. É com esse valor que se quantifica a receita do negócio ou se houve um fechamento negativo.

Passo 7 - Saiba qual é o seu capital de giro

Trata-se do capital necessário para financiar a continuidade das suas operações.

Passo 8 - Tenha disciplina

Revisar os processos e analisar custos que podem ser reduzidos é essencial para os negócios. Com isso, a saúde financeira é assegurada.


Saiba mais em: quickbooks.intuit.com/br

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.