Especial Publicitário

Espaço inovador

O jovem empreendedor cearense tem agora mais um equipamento para desenvolver seus projetos e ganhar mercado, o Criar-CE, ligado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Governo do Estado do Ceará (Secitece).

05:00 · 29.05.2018
Thiago Barros
Thiago Barros: incentivo à cultura empreendedora no Ceará.

Ter ideias inovadoras, que podem trazer soluções para grandes problemas do dia a dia e transformar esse pensamento em um negócio não é algo impossível – desde que haja o incentivo e as condições técnicas para isso. O jovem empreendedor cearense tem agora mais um equipamento para desenvolver seus projetos e ganhar mercado, o Criar-CE, ligado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Governo do Estado do Ceará (Secitece).
Em funcionamento desde março deste ano, o espaço – localizado no prédio do Cine São Luiz, no Centro de Fortaleza – é um ambiente colaborativo para apoio ao desenvolvimento de novos negócios. "O empreendedor chega aqui com uma ideia e sai com um modelo de negócio maturado. O Criar-CE é baseado num tripé: o fomento à cultura maker (criação de softwares e hardwares), uma incubadora, para o processo de montagem da empresa, propriamente dita, e a fablab para o desenvolvimento e formatação do produto ou serviço antes de ele chegar ao mercado", explica Thiago Barros, Coordenador do Criar-CE.
O novo espaço também tem apoio da Prefeitura de Fortaleza/Citinova e da Rede de Núcleos de Inovação Tecnológica do Ceará (RedeNIT-CE). É formado por salas para coworking e reuniões, auditório, espaço de convivência e laboratório, com equipamentos de última geração, como máquinas de corte a laser e impressoras 3D. Os primeiros frequentadores do equipamento foram alunos selecionados dentro do programa Corredores Digitais, mas a ideia é oferecer programação para o público externo. "Vamos trazer estudantes de colégios públicos para presenciarem a formação de startups e entenderem como esse processo funciona. Teremos oficinas e cursos voltadas para a criação de negócios", projeta Thiago Barros.

CONTRIBUIÇÃO
O Coordenador do Criar-CE observa que mesmo com pouco tempo de atividade, o espaço já está contribuindo para a cultura empreendedora no Estado. "Nós sabemos que, por uma série de razões, nem todas as ideias que vão chegar aqui se tornarão negócios. Mas o jovem que entra aqui sai com uma mentalidade completamente diferente. Ele sai mais preparado para o mercado de trabalho, para empreender e criar outras oportunidades de negócio", detalha Thiago. "Eu me arrisco a dizer que não há no Brasil um modelo parecido com esse. Não trabalhamos apenas a ponta do processo, ou seja, a ideia de negócio já formatada, mas apoiamos o empreendedor desde o início. Ajudamos o jovem, se ele tem uma ideia boa, vamos fazer esse projeto acontecer", descreve.
E potencial para isso não falta. Thiago Barros afirma que a criatividade do empreendedor cearense é garantia de bons projetos. "O cearense é de uma inventividade absurda. Mas é preciso tempo, paciência e recursos para desenvolver tudo isso. Uma coisa interessante é que o Criar-CE também é uma extensão do Programa Corredores Digitais, que abrange todo o interior do Estado, ou seja, não vamos nos concentrar apenas em Fortaleza. Há muitas ideias boas pelas cidades menores, que precisam de apoio e incentivo", comenta o Coordenador do Criar-CE.
Para participar das atividades e eventos do Criar-CE, os interessados podem acessar o site da Secitece e o perfil do espaço no Facebook (@criarcefablab).
 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.