alimentação

Tapiocas coloridas: mais sabor e nutrientes

Rosa, laranja, verde ou roxa. As cores provenientes do sumo de hortaliças e legumes agregam mais sabor e benefícios nutricionais à fécula de mandioca

00:00 · 31.03.2018
Tapioca colorida
Maria Lis, 5 anos, adorou a novidade no cardápio e as cores do alimento ( Foto: Melquíades Júnior )

Ela possui poucos traços de fibras, mas tudo bem, os benefícios são muitos a seu favor. Feita com fécula extraída da mandioca ((Manihot esculenta), a tapioca tem elevado índice glicêmico, baixo teor de sódio e de gordura, e é alternativa para quem tem doença celíaca (alergia ao glúten).

Se analisado isoladamente (sem acompanhamentos), é um alimento com pouco sabor e nutrientes. "É justamente essa característica que possibilita sua versatilidade no preparo e recheios para compor uma dieta saudável", afirma Clarice Araújo Chagas Vergara, professora adjunta e Coordenadora do Curso de Nutrição da Universidade Estadual do Ceará (Uece).

Usada como alternativa ao pão francês, a goma da tapioca (produzida por meio da hidratação da fécula) também age como espessante para melhorar a consistência de alimentos em receitas nas quais originalmente seria usada a farinha de trigo.

Contando calorias

A quantidade de calorias presente na tapioca é variável, pois depende da preparação. Conforme a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos, a tapioca com manteiga tem 348 calorias (100 gramas), enquanto a mesma porção de pão francês, 300 calorias e o cuscuz de milho (cozido com sal), 113 calorias.

Em termos calóricos, a composição da tapioca e do pão francês é similar. "Há diferenças quanto aos nutrientes, especialmente caso a opção seja pão integral. Tudo depende do que é agregado", diz a nutricionista com pós- doutorado em Saúde Coletiva pela Uece e doutorado em Biotecnologia pela Universidade Federal do Ceará (UFC/Renorbio).

Se o objetivo é tornar a tapioca uma aliada saudável, Clarice Vergara recomenda recheios à base de queijos magros (cottage, ricota e minas frescal), frutas, geleias (de frutas naturais), mel, ovos, atum, frango desfiado, além de vegetais e legumes. Para compensar a falta de fibras, sugere adicionar à massa chia, aveia, linhaça e gergelim.

Corante natural

No modo de preparo tradicional, a tapioca assume a forma de panqueca, beiju ou crepioca (acrescida de ovos). Para diversificar, quebrar a monotonia alimentar e torná-la ainda mais nutritiva, a fécula de mandioca é acrescida do sumo de hortaliças, legumes e suco de frutas conforme a preferência alimentar de cada região do país.

Além disso, é uma boa opção para tornar a alimentação mais atrativa para as crianças. Segundo Clarice Vergara "a elaboração de tapiocas coloridas é uma tendência atual e bastante simples. Em substituição à água, a fécula é hidratada com o suco ou a polpa das frutas e hortaliças. Entre as mais utilizados estão as tapiocas de coloração laranja elaborada com suco de cenoura, de cor roxa com suco de beterraba, assim como a de cor verde com o sumo da couve-manteiga".

'Colorido' ou de qualquer outro sabor, é importante que o alimento seja consumido logo após o preparo.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.