Empresa saudável

Qualidade de vida e saúde do trabalhador

CIS oferece soluções eficazes que ajudam a empresa a investir na saúde ocupacional de seus colaboradores

00:00 · 19.05.2018
Image-0-Artigo-2401020-1
"O funcionário motivado por trabalhar em uma empresa saudável produz mais e permanece por mais tempo na organização", afirma a enfermeira Haidinne Fernandes, do Centro de Inovação em Economia para a Saúde e Segurança

O que é ter qualidade de vida? O conceito é abrangente e tende a mudar conforme as percepções de cada um, mas podemos considerar que o 'sentir-se bem' compreende não só a saúde física como o estado psicológico, o nível de independência, as interações interpessoais de forma mais ampla (no âmbito familiar, social e no trabalho).

Visando o bem-estar no ambiente profissional, o Centro de Inovação em Economia para a Saúde e Segurança (CIS), que integra o Serviço Social da Indústria do Ceará (Sesi/Sistema Fiec), desenvolveu uma tecnologia para auxiliar na forma como empresas brasileiras se relacionam com a saúde de seus colaboradores: a ferramenta de Cálculo do Retorno sobre o Investimento. O objetivo é tornar a relação chefe/colaborador ainda mais próxima, além de resultar em lucros para a empresa.

Segundo Haidinne Fernandes, enfermeira do CIS, programas de promoção da saúde dentro das empresas são uma oportunidade de desenvolver a saúde corporativa e individual dos funcionários.

Impactos positivos

"A saúde é um recurso para a vida diária, e não um objetivo de vida. A redução dos riscos e a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores estão ligadas à implementação de programas e políticas eficazes no local de trabalho. O funcionário motivado por trabalhar em uma empresa saudável produz mais e permanece por mais tempo na organização", afirma Haidinne Fernandes.

A saúde dos funcionários impacta na redução de custos institucionais com assistência médica e com o absenteísmo, refletindo no aumento na produtividade. "O trabalhador envolvido em ações de saúde na sua empresa consegue, ao longo do tempo, adquirir hábitos saudáveis que influenciam em seu ambiente familiar e na comunidade. A empresa se torna, então, agente de mudança da cultura local por uma saúde sustentável", diz.

Redução dos riscos

O Cálculo do Retorno sobre o Investimento atua na prevenção dos fatores de risco que podem ser modificados com bons hábitos. É o caso da obesidade, tabagismo, depressão, hipertensão e alcoolismo.

Para as empresas que investem em programas de qualidade de vida, a nova ferramenta pode mensurar o retorno sobre o investimento em produtividade e economia em assistência médica.

Fique por dentro

Mudar a cultura no ambiente de trabalho

O CIS promove a prevenção nas empresas a partir do direcionamento dos investimentos em saúde e segurança. No caso em programas de promoção da saúde e qualidade de vida, baseado em um levantamento epidemiológico populacional dos trabalhadores da empresa, sendo divididos em 10 principais fatores de risco para a saúde.

Atualmente, o CIS (www.Inovacaosesi.Org.Br ) trabalha com duas empresas, das áreas de transporte e fabricação de cerâmicas, aplicando os serviços de avaliação dos investimentos em planos de saúde e formação executiva de líderes em custos com saúde e segurança.

Segundo a médica do trabalho Dra. Débora Lins, da Cerbras Cerámicas do Brasil, localizada no Distrito Industrial III, em Maracanaú, o método busca, sobretudo, mudar a cultura no ambiente de trabalho.

A nova metodologia começou a ser aplicada na empresa em setembro de 2017 e tem gerado resultados positivos. "Promovemos um workshop com a participação de 20 líderes da Cerbras, ocasião em que destacamos a importância da responsabilidade do chefe em relação à saúde de seus funcionários".

Dra. Débora Lins destaca que a relação do trabalhador com o serviço médico da empresa deve ir sempre muito além de um simples 'atestado médico'.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.