movimento saudável

Participantes terão percursos inéditos como desafios

Seja qual for a faixa etária, corredor amador ou profissional, paratleta ou cadeirante, a meta é confraternizar

00:00 · 16.12.2017

A postos para a largada estarão 3.500 corredores - individuais (profissionais e amadores) e grupos (assessorias esportivas). Juntos, irão superar obstáculos, vencer o cansaço, alcançar metas mas, sobretudo, vivenciar a última prova do ano como uma grande confraternização e o propósito de bater novos recordes em 2018.

A III Corrida Vida, realização do Diário do Nordeste (Projeto Vida Saudável), acontece neste domingo (17), às seis horas, partindo da Praça das Flores (Doutor Carlos Alberto Studart Gomes). A edição deste ano traz novos desafios, a começar pelos percursos, já que serão de 3km, 6km e 12km (mapa ao lado).

"São trechos inéditos, uma vez que os participantes terão a oportunidade de correr em locais de Fortaleza ainda pouco explorados", destaca Fernando Elpídio, da Nova Letra Conteúdo Criativo, responsável pela direção da competição.

A terceira edição da Corrida Vida tem o patrocínio do Governo do Estado, Prefeitura de Fortaleza, Universidade de Fortaleza (Unifor), do Sistema Fiec/Serviço Social da Indústria (Sesi), da Indaiá, além do apoio das Óticas Diniz.

Trajetos seguros

Para assistir os 3.500 corredores inscritos e as 35 assessorias esportivas (e seus 700 atletas), a direção da prova montou uma infraestrutura completa de apoio.

Serão sete pontos de hidratação, três unidades móveis (ambulâncias), 38 agentes de trânsito (via livre), 10 agentes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e quatro batedores da Polícia Rodoviária Estadual.

Os 10 árbitros da Federação Cearense de Atletismo trabalharão ao lado de um staff de 168 pessoas, assim como 10 seguranças e o mesmo número de motoqueiros de orientação. Todos os atletas inscritos e a equipe da prova são cobertos com seguro de vida.

Categorias

Conforme o regulamento oficial, a participação no percurso de 3km (feminino/masculino) é participativa e não competitiva. Já o de 6km (feminina/masculino) é competitivo, enquanto a categoria individual geral é voltada para cadeirantes, paratletas e colaboradores GEQ. Competitivo, o percurso de 12km (feminino e masculino) também terá corredores (individual geral, individual faixas etárias, dupla feminina e masculina).

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.