Mitos

Saiba como preservar a saúde bucal na Páscoa

Higienização adequada é o segredo para aproveitar a época mais doce do ano , afirma Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

08:56 · 29.03.2018
ovos de páscoa
Nenhuma versão do chocolate, seja amargo ou ao leite, faz mal para a saúde da boca, afirma Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) ( Foto: Divulgação )

É chegada a temporada mais doce do ano: a Páscoa. As lojas ficam lotadas de ovos, coelhinhos e bombons de chocolate, e para quem adora essas guloseimas cada ida ao supermercado é uma tentação.

No entanto, muitas pessoas têm receio de consumir o chocolate por achar que ele possa prejudicar a saúde bucal. Acredita-se, por exemplo, que ele causa a cárie, entre outros problemas bucais.

Para acabar com as dúvidas, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) orienta como consumir o chocolate sem prejudicar a saúde bucal.

Cárie

O chocolate em si não causa cárie, mas pode trazer prejuízos à saúde bucal caso a higienização não seja feita de forma correta, ou seja, logo após o consumo do alimento. Portanto, é imprescindível fazer o uso diário da escova, creme dental com flúor e fio dental.

Escurece os dentes

A coloração dos dentes é determinada pela dentina, tecido interno do elemento dental. Por cima dela está o esmalte, que é transparente e translúcido. Somente quando ele é afetado é que a cor do dente pode se modificar, pois aumenta a probabilidade de absorver pigmentos dos alimentos.

Sendo assim, para que o chocolate possa provocar alterações na coloração é necessário que o esmalte já esteja danificado. Essa situação pode ser evitada com a escovação diária. A higiene correta remove os corantes da superfície dos dentes, prevenindo o escurecimento.

Amargo ou ao leite

Nenhuma versão do chocolate faz mal para a saúde da boca. Só há prejuízo quando o consumo é excessivo e aliado à falta de higiene. No entanto, as versões com maior presença de açúcar e gorduras podem ser mais nocivas.

Dessa forma, a recomendação é optar por aqueles com maior quantidade de cacau, um alimento benéfico para saúde, rico em flavonoides com ação antioxidante e anti-inflamatória.

Sensibilidade dentária

Cáries, fraturas, desgaste do esmalte dos dentes, retração da gengiva. Esses são alguns dos principais causadores da sensibilidade. Sendo assim, um alimento, por si só, não provoca o problema. Por outro lado, o incômodo com a sensibilidade varia de acordo com a dieta alimentar.

O chocolate não é considerado um causador, mas, em excesso, pode ser um gatilho para a sensibilidade, devido à grande quantidade de açúcar.

A sensibilidade, assim como o escurecimento dos dentes e a cárie, também pode ser prevenida com a higienização adequada e consultas regulares ao cirurgião-dentista.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.