Mais que estética

Rinoplastia pode auxiliar melhora da respiração

Especialista esclarece mitos sobre o assunto

13:00 · 13.03.2018
rinoplastia
Quando realizada a técnica fechada, a rinoplastia não deixa cicatriz evidente no paciente, pois os cortes necessários para a realização do procedimento são pequenos ( Foto: Divulgação )

A rinoplastia, conhecida popularmente como cirurgia plástica no nariz, é um procedimento muito realizado para melhorar desproporção entre o nariz e a face. Ela também pode ser feita em conjunto com outras técnicas para melhorar a respiração, como em pacientes que necessitam fazer a correção do septo nasal ou a retirada de parte dos cornetos nasais (carne esponjosa). Porém, essa técnica pode gerar muitas dúvidas.

Em vista disso, o otorrinolaringologista Dr. Ricardo Dolci, esclarece alguns mitos sobre o assunto.

Idade

O ideal é que a cirurgia seja realizada após o segundo estirão da criança que corresponde por volta dos 15 anos de idade para as meninas e 16 anos para os meninos, pois é quando se atinge a forma nasal de adulto, e, além disso, o próprio paciente já tem uma melhor compreensão sobre as possibilidades e expectativas do procedimento.

Lembrando que o otorrinolaringologista é o especialista que pode realizar esta cirurgia, já que lida frequentemente com as estruturas nasais. Muitas vezes, no mesmo procedimento é possível agregar a correção de problemas respiratórios e, com isso,garantir uma melhora estética nasal e funcional.

Resultados

Assim como em qualquer outra cirurgia estética facial, o paciente precisa ter paciência e seguir a risca as orientações sugeridas pelo seu médico no pós-operatório, pois o resultado final aparece por volta de seis meses após o procedimento, porém com um mês já ocorre uma melhora drástica.

Quando realizada a técnica fechada, o procedimento não deixa cicatriz evidente no paciente, pois os cortes necessários para a realização do procedimento são pequenos e na maioria das vezes são feitos nas partes menos expostas da pele, porém existe a técnica aberta, na qual, o paciente apresenta uma discreta cicatriz em região da columela, quase imperceptível quando bem executada.

Além disso, é importante estar ciente dos cuidados no pós-operatório. Os resultados de uma rinoplastia não dependem somente do médico, mas também do comportamento da paciente durante o pós-cirúrgico. Por isso, o indicado é não tomar sol durante um a dois meses, manter repouso durante sete dias, evitar assoar ou esfregar o nariz, não usar óculos até que seja autorizado, entre outras indicações do especialista que devem ser seguidas rigorosamente.

Reparação

Quando o primeiro procedimento, seja por questão estética ou funcional, não atinge a expectativa desejada pelo paciente, pode ser realizado um segundo procedimento, chamado de rinoplastia secundária ou de reparação.

“É fundamental que durante o planejamento para esse procedimento o indivíduo opte por um cirurgião que seja especialista em rinoplastia. É também imprescindível a realização de algumas consultas antes que a cirurgia seja realizada para um melhor esclarecimento de dúvidas, queixas e das possibilidades de mudanças atingidas, e o paciente deve estar seguro e confiante no médico, tornando-se primordial a relação médico paciente", finaliza Dolci.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.