Alergia

Novo tratamento para dermatite atópica é aprovado pela Anvisa

Produzida a partir de moléculas vivas modificadas, a droga é voltada para casos mais graves da inflamação crônica em adultos

16:12 · 12.12.2017
dermatite atópica
A aprovação da substância que trata a dermatite atópica foi divulgada pela Anvisa na segunda-feira (11) ( Foto: Divulgação )

Terapia inédita para dermatite atópica foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A inflamação crônica de pele é comum em pessoas com tendência a desenvolver alergias.

O Dupixent (dupilumabe) faz parte da classe dos medicamentos biológicos que auxilia o tratamento. Essas drogas são feitas a partir de organismos vivos geneticamente modificados para produzir o princípio ativo do remédio. No caso do dupilumabe, a droga é um anticorpo monoclonal, um clone da célula de defesa humana alterada para inibir a ação de substâncias envolvidas no desenvolvimento da doença.

A aprovação da substância foi divulgada pela Anvisa na segunda-feira (11) e o registro foi dado à empresa francesa Sanofi-Aventis. O medicamento foi aprovado no final de setemro nos Estados Unidos e em julho desse ano na Europa.

As irritações de pele provocadas pela dermatite atópica costumam aparecer atrás dos joelhos, na parte frontal dos cotovelos, nas mãos e nos braços. A droga é voltada para casos mais graves da doença em adultos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.