Auxílio

E-book gratuito aborda Transtorno Afetivo Bipolar

A condição afeta cerca de 4% da população adulta mundial

09:00 · 08.07.2018
Bipolar
Por apresentar diversos sintomas em diferentes intensidades em cada pessoa, o transtorno bipolar pode ser facilmente confundido com outras doenças, como a esquizofrenia ou depressão ( Foto: Divulgação )

Mudanças drásticas de humor caracterizam a doença que afeta aproximadamente 254 milhões de pessoas no mundo todo. Cerca de 4% da população adulta mundial sofre de transtorno bipolar e, segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB), essa prevalência vale também para o Brasil, o que representa aproximadamente 8 milhões de pessoas no País. Com o intuito de prover mais informações sobre a doença, o Hospital Santa Mônica, em São Paulo, com o apoio do psiquiatra Caio Bonadio, preparou um e-book sobre o transtorno

Associados com diversas modificações do cérebro, os tipos de transtorno bipolar têm uma relação direta com a produção da serotonina, substância responsável pelo bom funcionamento cerebral. Conhecer e saber identificar quais são os sintomas, bem como procurar ajuda médica especializada de um psiquiatra são diferenciais para controlar a doença e ter uma rotina com qualidade de vida.

Presença ou ausência de mania 

Caracterizada como uma doença de episódios, ou seja, que apresenta diversos sintomas, o transtorno bipolar é comumente definido por tipos 1 ou 2, que envolve a presença ou ausência de mania, não importando a gravidade dos episódios de depressão.

O tipo 1 caracteriza episódios oscilantes de depressão e mania severa. Já no tipo 2 os sintomas oscilam entre uma depressão profunda e a hipomania, um tipo de mania mais leve.

Vale lembrar que os sintomas do transtorno bipolar não caracterizam necessariamente uma dupla personalidade. Enquanto a bipolaridade afeta o humor, oscilando entre momento de euforia e depressão, o transtorno de personalidade afeta a identidade de alguém, esta que acaba por controlar o seu comportamento. Ambas podem apresentar sintomas diferentes entre si.

Sintomas 

Qualquer ser humano apresenta mudanças de humor, o que é normal. O que acontece com uma pessoa que apresenta os sintomas do transtorno bipolar é que essas mudanças ocorrem de uma forma muito mais rápida e intensa.

Por exemplo, a pessoa com o transtorno passa a fazer várias atividades diferentes ao mesmo tempo, com picos de energia. Mas, ao mesmo tempo, ela pode passar a fazer outro tipo de atividade e se sentir triste, alterando rapidamente o seu humor.

Pessoas com menos de 30 anos e que têm familiares com o transtorno são mais propensas a desenvolver os sintomas do transtorno bipolar. É o que se chama de vulnerabilidade genética. Além disso, fatores sociais e ambientais também podem contribuir para que o quadro bipolar ocorra mais cedo ou mais tarde.

É bom saber que os sintomas podem ocorrer em episódios ou estar presentes a todo momento, ocasionando na mania ou depressão. Pessoas que têm um episódio maníaco podem ficar agitadas, irritáveis ou "sensíveis" e apresentar dificuldade de dormir. Já pessoas com episódio depressivo podem ter problemas de concentração, sentir cansaço e/ou preocupação. 

Tratamento adequado

Por apresentar diversos sintomas em diferentes intensidades em cada pessoa, o transtorno bipolar pode ser facilmente confundido com outras doenças, como a esquizofrenia ou depressão. Por isso, é preciso acompanhamento de profissionais especializados, como psicólogos e psiquiatras, que levarão em conta todo o histórico do paciente e ajudarão a identificar as causas dos sintomas.

A doença não tem cura, porém pode ser muito bem controlada com um diagnóstico e tratamento adequados. Para quem apresenta sintomas diariamente, é necessário haver um monitoramento semanal ou diário, a fim de evitar a piora.

Além disso, nem toda pessoa diagnosticada pode se beneficiar dos medicamentos. Muitas vezes, estas substâncias podem tornar a pessoa instável, o que não é recomendado para alguém que apresenta sintomas do transtorno bipolar. Somente o psiquiatra pode receitar medicamentos para estabilizar o humor, quando necessário.

A terapia também tem um papel fundamental na compreensão dos sentimentos e pensamentos da pessoa com transtorno bipolar. Dependendo do quadro clínico do paciente, internações podem ser indicadas.

Com download gratuito, o E-book sobre Transtorno de Afeito Bipolar pode ser acessado neste link

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.