Fatores de risco

Dor de estômago pode ser causada por úlcera, gastrite ou pedra na vesícula

Ação da bactéria H. Pylori também pode provocar incômodos

09:00 · 01.01.2018
dor no estômago
Estima-se que 50% da população mundial tenha a bactéria H. Pylori no estômago ( Foto: Divulgação )

As causas da dor de estômago são diversas. Fatores como úlcera, gastrite, pedra na vesícula e verminosas fazem parte da lista. A gastrite, identificada como desconforto gástrico pode ser classificada como orgânica - causada por problema químico, bioquímico, inflamatório, infeccioso ou anatômico - e funcional, mais conhecida como gastrite nervosa. Outro fator que pode gerar incômodo estomacal é a ação da bactéria H. Pylori

Inflamação

Bactéria que se aloja no estômago ou intestino, a H Pylori pode prejudicar a barreira protetora e estimular a inflamação, provocando sintomas como dor e queimação abdominal, além de aumentar o risco para o desenvolvimento de úlceras e câncer. 

Estima-se que 50% da população mundial tenha essa bactéria no estômago. No Brasil pode chegar a 70%. Segundo o gastroenterologista Ricardo Barbutti, a maioria das pessoas que tem a inflamação não tem sintomas. O diagnóstico é feito através de exames, como endoscopia, fezes, sangue e teste respiratório com cápsula de ureia. Já o tratamento é feito com antibiótico.

Câncer gástrico

O câncer de estômago costuma ter diagnóstico tardio por duas razões: falta de acesso à um bom serviço de saúde ou demora para buscar ajuda. No início ele pode não apresentar sintomas, mas em geral dá gastrite, má digestão, queimação e emagrecimento. Dentre os fatores de risco para o câncer de estômago estão a bactéria H. Pylori, gastrite crônica atrófica, pólipos no estômago, alimentação inadequada, familiares de 1º grau com câncer de estômago e tabagismo. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.