Saúde ocular

Conheça as utilidades dos diferentes tipos de lentes de contato

A recomendação primária é procurar um oftalmologista para indicar qual delas é a mais apropriada

08:00 · 21.05.2018 por Estadão Conteúdo
lentes de contato
As lentes de contato rígidas costumam se adaptar facilmente a diferentes problemas e possuem consistência semi flexível, permitindo uma visão nítida ( Foto: Divulgação )

Os diferentes tipos de lente de contato disponíveis têm como finalidade atender a uma grande demanda oftalmológica. Vários são os problemas ópticos que levam as pessoas a buscar alternativas para a correção ou conforto da visão. O desenvolvimento tecnológico permitiu a criação de produtos que se adaptam facilmente aos olhos, e as lentes, por serem mais discretas, passaram a fazer parte da vida de muitos. 

Para saber por qual dos diferentes tipos de lente de contato optar, a recomendação primária é procurar um oftalmologista, para indicar qual delas é a mais apropriada, de acordo com as características apresentadas nos exames. Quem já foi diagnosticado com problemas na visão, deve realizar consultas de rotina ao menos uma vez ao ano, para um acompanhamento do caso, de modo a detectar avanços e regressões. 

Existem lentes tanto para a correção de problemas específicos, como as que proporcionam mais conforto e durabilidade. As esféricas ampliam o campo de visão, com a intenção de reduzir ou eliminar a vista embaçada e são geralmente mais flexíveis. A lente ceracotone é feita especificamente para os diagnosticados com essa doença, em que os olhos possuem um formato e espessura da córnea diferenciados.

As esféricas são as tradicionais, utilizadas para corrigir miopia e hipermetropia. As multifocais possuem graduações, permitindo que o usuário consiga focar em várias distâncias, não só de longe ou de perto, necessidade muito recorrente em idades mais avançadas, por conta da presbiopia.

As lentes de contato rígidas costumam se adaptar facilmente a diferentes problemas e possuem consistência semi flexível, permitindo uma visão bastante nítida. As gelatinosas, de silicone hidrogel, possibilitam maior oxigenação da córnea, fator determinante para a opção daqueles que buscam uso contínuo.

Já as lentes terapêuticas não possuem grau, e são utilizadas em casos de doenças da superfície ocular, com a finalidade de reduzir a dor, proteger a córnea e facilitar a cicatrização, por exemplo, enquanto as tóricas são recomendadas para problemas de astigmatismo. Para quem quer mudar um pouco o visual, uma opção é a colorida, que também podem ter grau.

A compra de diferentes tipos de lente de contato requer uma receita específica, pela necessidade de algumas informações adicionais. Além disso, a aquisição deve ser feita em locais credenciados para a fabricação, já que utilizar um produto de má qualidade pode comprometer a saúde ocular. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.