Tabagismo x Esportes

Conciliar cigarro e atividade física pode aumentar risco de infarto

Atletas fumantes podem ter morte súbita, infarto do miocárdio e arritmias cardíacas

09:44 · 28.06.2018
Cigarro
O fumo desencadeia doenças respiratórias que fazem com que, ao praticar exercícios físicos, a pessoa tenha falta de ar, cansaço, tosse, náuseas e dores no peito ( Foto: Divulgação )

O ato de fumar traz uma série de prejuízos à saúde, ainda mais para atletas. O cigarro é fator de risco para doenças cardiovasculares, portanto tabagistas que praticam esportes e não fazem exames periódicos podem ter morte súbita, infarto do miocárdio e arritmias cardíacas, segundo médicos. "Fumantes também podem ter crises de asma e rinite, principalmente quando a prática for em dias frios e com umidade relativa do ar muito baixa”, explica o pneumologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Dr. Nelson Morrone Junior.

Conforme o especialista, o fumo desencadeia várias doenças respiratórias que fazem com que, ao praticar exercícios físicos, haja falta de ar, cansaço, tosse, náuseas e dores no peito. “Ao perceber essa falta de fôlego, o esporte pode ser um estímulo para largar o cigarro. Porém, devemos sempre lembrar a necessidade de exames preventivos, sobretudo naqueles com mais de 40 anos, obesos, dislipidêmicos e com histórico familiar de doenças cardíacas. Outra orientação é fazer atividades regulares, evitando exercícios intensos”. Assim que parar de fumar, em poucos dias ou semanas, dependendo da idade e condição atlética, o prazer do esporte vai aumentar.

Dr. Nelson dá ainda dicas para quem quer cessar o vício do cigarro. O primeiro passo "é não comprá-lo. A segunda dica é levar consigo uma foto de alguém que goste muito e sempre que for fumar olhar para a imagem e ter a certeza de que o cigarro abreviará o tempo de convivência com a pessoa amada. O terceiro conselho é evitar gatilhos que façam ter vontade de fumar, como café e cerveja. A quarta dica é considerar que o hábito do tabagismo faz mal à saúde dele e da família.

Por último, calcular o custo do cigarro, já que, se fumar um maço por dia, ao fim do mês terá desperdiçado valor equivalente a um almoço ou jantar com alguém especial. “O cigarro é a maior causa de morte evitável no ser humano. Todos sabem que faz mal, mas pensam que as coisas ruins só acontecem com o vizinho, nunca com si próprio. A primeira etapa é reconhecer que o cigarro é um veneno e tomar a decisão de parar de fumar”, finaliza.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.