Nutricionista dá dicas

Como montar cardápios nutritivos no período das férias escolares

É possível, com criatividade, criar pratos saudáveis, mesmo no período das férias

09:00 · 16.07.2017
ferias
Para incentivar a ingestão de nutrientes saudáveis nesse período, os pais devem sempre deixar estes alimentos prontos para o consumo ( Foto: Divulgação )

As férias escolares chegaram. Nesta época do ano, as crianças gastam muita energia e uma boa alimentação é fundamental para garantir o agito delas. 

Como neste período alguns hábitos alimentares e horários das refeições são alterados por conta das atividades, é preciso que os pais fiquem atentos.

De acordo com a gerente do Serviço de Nutrição do HCor (Hospital do Coração), Rosana Perim, os alimentos calóricos não precisam ser completamente abolidos durante as férias, desde que sejam oferecidos em pequenas porções. 

“O ideal é consumir bolachas integrais no lugar das recheadas, alimentos grelhados ao invés de frituras, além de verduras, frutas e legumes, que não podem faltar no cardápio dos pequenos”, esclarece Perim.

Durante as férias, outra brincadeira divertida é envolver as crianças no preparo dos alimentos, contando sempre com a imaginação. “O brócolis, por exemplo, pode ser transformado em árvores. 

Já na sobremesa, a sugestão é utilizar frutas cortadas no formato de estrelas ou coração, para despertar a atenção e criatividade da criançada”, explica a nutricionista.

Problemas

Para a nutricionista, nesta época do ano, os problemas de saúde para esse público ficam por conta de resfriados, gripes e crises respiratórias, por causa do inverno e poluição. 

“Comer bem e corretamente favorece o organismo e o deixa mais resistente, além de garantir energia para toda diversão. Além disso, alimentos nutritivos, como verduras, legumes e frutas mantêm a saúde, aumentam a imunidade e auxiliam no desenvolvimento das crianças”, afirma Perim.

Para incentivar a ingestão de nutrientes saudáveis nesse período, os pais devem sempre deixar estes alimentos prontos para o consumo.

“É muito comum o aumento do consumo de refrigerantes e doces neste período. Os responsáveis pelas crianças devem controlar a ingestão desses alimentos começando por limitar a compra deles”, completa.

Dicas do serviço de Nutrição do Hcor para as férias da garotada:

Evite o exagero: nas férias escolares, até mesmo o excesso de pipoca, pode trazer para a criança complicações digestivas pelo excesso de gordura e sal. 

Os doces com cremes, chocolate e chantilly também devem ter consumo controlado.

Criatividade na produção da refeição: usar a criatividade decorando os pratos é uma alternativa para chamar atenção das crianças menores. 

Fazer uma flor com parte do tomate ou montar um boneco com ovo cozido, por exemplo, pode auxiliar a prender a atenção da criança para a alimentação correta.

Para os maiores o ideal é introduzir verduras e legumes na massa e no recheio de tortas. Preparar pastéis assados e recheados com verduras e queijo, fazer sobremesas à base de iogurte ao invés de creme de leite e chantilly, colocar torradinhas de pão integral nas saladas e queijo magro ao invés de parmesão são algumas sugestões.

Variar e colorir para despertar o interesse: como as crianças costumam acordar um pouco mais tarde neste período, o ideal é que o café da manhã seja nutritivo e leve, para não atrapalhar o apetite do almoço. 

Um copo de leite com achocolatado ou iogurte é o mais recomendado. Assim, pães e cereais podem ser adicionados ao lanche da tarde, com sucos ou leite fermentado.

Para as refeições principais, como almoço e jantar, o ideal é que o prato seja bastante colorido e variado. 

Legumes e vegetais não podem ficar de fora, complementando o arroz com feijão e carnes grelhadas ou ensopados. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.