Relação com tabagismo

Cerca de 4 mil brasileiros morrem por causa do câncer bucal

Brasil ocupa a 3ª maior incidência da doença no mundo

09:48 · 03.04.2018
câncer bucal
Aftas persistentes por mais de duas semanas podem ser sinais de um câncer bucal ( Foto: Divulgação )

O Dia Mundial do Combate ao Câncer se aproxima, já que a data 08 de abril é marcada pela celebração. Um dos tipos dessa doença que está se tornando frequente em todo mundo, incluindo o Brasil, é o câncer bucal.

De acordo com dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer), a doença na cavidade bucal está entre os 10 tipos mais frequentes: são 14 mil novos casos por ano, levando 4 mil brasileiros a óbito.

“Ocupamos a 3ª maior incidência de câncer bucal do mundo e os números indicam que 83% dos homens com câncer de cabeça e pescoço – incluindo-se o bucal - são fumantes ou ex-fumantes”, comenta odontologista Valdomiro Marques Junior.

Entre os pacientes tratados, 60% têm tumores localizados na boca e 40% na faringe ou laringe. Só na região Sudeste, a estimativa é de 5.920 novos casos no sexo masculino, representando a quarta maior incidência de câncer. Já no estado de São Paulo o número é alarmante, com registro de mais de 3 mil novos casos a cada ano.

Diagnóstico precoce

Visitas periódicas ao dentista podem salvar vidas, assim como a realização do checkup preventivo digital, exame feito com uma câmera intraoral, que aumenta em 60 vezes o tamanho dos dentes e tecidos moles (gengiva, língua, bochechas, lábios e mucosas), permitindo ao profissional uma visualização de lesões em estágio inicial, o que propicia uma intervenção rápida e precoce do tratamento.

“Detectadas em fase inicial, as neoplasias têm de 80% a 90% de chances de cura. Evitar cigarro e álcool também é uma medida que contribui diretamente para a saúde bucal”, explica Dr. Valdomiro, diretor do Centro de Odontologia EllEVEN.

Os principais sinais de um câncer bucal são aftas persistentes por mais de duas semanas, manchas brancas ou vermelhas espontâneas e nódulos que começam como caroços pequenos e devem ser avaliados com urgência.

É importante manter atenção às medidas de prevenção. Evitar bebidas alcoólicas e sua associação ao cigarro, uma boa higiene bucal e o uso do protetor labial são alguma dicas do profissional. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.