Estudo

Cacau é apontado como potente antioxidante e rejuvenescedor da pele

Graças aos flavonoides presentes no cacau, o ingrediente reduz profundidade das rugas e auxilia na proteção "interna" da pele contra os malefícios do sol

09:44 · 17.04.2018 / atualizado às 10:08
Cacau
A porção diária de chocolate recomendada é de apenas 30g ( Foto: Divulgação )

A depender dos estudos mais recentes sobre os benefícios do cacau, não é necessário esperar até o natal ou a páscoa do ano que vem para se deliciar com chocolates. Agora, o ingrediente é apontado como um forte rejuvenescedor da pele e um poderoso antioxidante, que também auxilia na fotoproteção endógena, ou seja, na proteção que as células fazem contra os danos do sol. 

“Os flavonoides do cacau contribuem para a fotoproteção endogênica contra o eritema UV induzido, segundo estudos do The Journal of Nutrition. Além disso, eles melhoram a circulação sanguínea da derme e sua hidratação”, afirma o farmacêutico Lucas Portilho, consultor e pesquisador em Cosmetologia.

De acordo com o especialista, obviamente ao falar dos benefícios do cacau, o melhor a fazer é investir no chocolate amargo (com no mínimo 70% de cacau). “Por séculos, o chocolate amargo foi conhecido pelo seu sabor e seus efeitos benéficos à saúde. Os polifenóis, um grupo heterogêneo de moléculas, são os principais componentes que têm sido associados às propriedades antioxidantes e imunomodulatórias. Na pele, o consumo de cacau apresenta efeitos significativos na melhora dos sinais do envelhecimento, segundo outro estudo”, diz Lucas. 

Já os polifenóis do cacau agem no aumento do fluxo sanguíneo dos tecidos cutâneos e subcutâneos; melhora da densidade, da hidratação da pele e da espessura da epiderme; e na diminuição da perda transepidermal de água. A avaliação da superfície da pele mostrou uma diminuição significativa da aspereza e da descamação, de acordo com os dados. Porém, mais importante do que saber os benefícios do chocolate é ficar atento à porção diária recomendada: apenas 30g. 

O estudo também avaliou que o cacau está relacionado com a redução da profundidade e espessura das rugas e linhas de expressão, além do aumento da elasticidade cutânea. “Os polifenóis do cacau mostraram possuir uma potente atividade varredora de radicais livres de forma dose-dependente. Também demonstraram atividade inibitória da xantino-oxidase (forma enzimática que gera radicais livres) e do ânion superóxido induzido e diminuição significativa dos níveis de expressão da COX-2 (prostaglandina responsável por fenômenos de inflamação) na pele”, diz. 

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.