SEIOS NATURAIS

Mulheres reduzem próteses mamárias

Para quem pretende se submeter à troca de silicone, é essencial a realização de exames para checar a posição e o estado das próteses anteriores ( Foto: Fotolia )
00:00 · 15.07.2017

As cirurgias plásticas envolvendo as mamas tornaram-se obsessão entre as mulheres. Segundo pesquisa da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (Isaps), em 2015 foram realizadas 2.577.810 cirurgias no mundo inteiro. Mas se antes os procedimentos visavam o aumento, atualmente elas reduzem o tamanho de seus seios.

 Segundo David Di Sessa, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, "no último ano, cerca de 15% das pacientes me procuraram para diminuir o tamanho de suas próteses de silicone".

O motivo dessa procura é que "as mulheres estão buscando resultados mais naturais, que não modifiquem o corpo e sim que as deixem mais confiantes, exaltando a beleza que já possuem", afirma Di Sessa.

 A redução muitas vezes deixa sobra de pele. Por isso, é necessário uma mastopexia seguida de troca de próteses. "Essa cirurgia remove o excesso de pele e reposiciona o tecido mamário junto com a aréola, é uma espécie de lifting. Em seguida realizada a troca da prótese por uma menor. A recuperação leva em média os 20 dias", explica Di Sessa.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.