saúde

Micose nas unhas: saiba como prevenir e tratar

00:00 · 17.02.2018
Image-0-Artigo-2359688-1
A maior frequência das micoses de unhas acontece nos períodos mais quentes do ano. Por isso, os cuidados com os pés devem ser redobrados nesse período

Nas estações mais quentes do ano é comum as temperaturas subirem, e os fungos atacarem. Também é nesta época de sol que as pessoas frequentam mais a praia e a piscina e, como o calor costuma aumentar, os casos de micose nas unhas surgem em maior proporção.

Segundo a podóloga Cristina Lopes, coordenadora técnica da rede de clínicas Doctor Feet, as infecções não comprometem apenas a beleza dos pés, elas podem causar problemas mais sérios como, por exemplo, dores, desconforto ao andar e até mesmo a queda das unhas.

Motivo

As afecções são causadas por fungos e aparecem com mais frequência no período de verão. Isso ocorre por haver maior transpiração e acúmulo de suor, principalmente, em quem usa sapatos totalmente fechados. "Esses fungos podem ocasionar também frieiras, deixar as unhas amareladas e frágeis, fazendo até mesmo com que elas caiam", completa a profissional.

De acordo com a especialista, é importante ficar atento às manchas ou colorações diferentes nas unhas. O ideal é consultar um médico assim que perceber qualquer alteração nas unhas.

Quanto mais rápido procurar um tratamento, melhor. Isso porque, conforme a podóloga, o fungo se prolifera rapidamente. "Quando a micose é tratada no início, o resultado pode ser satisfatório em até três meses", comenta a profissional.

Prevenção

Adepta do ditado: é melhor prevenir do que remediar, a especialista dá dicas especialmente para quem está de férias. "É preciso tomar cuidado ao lavar e secar os pés após ir à praia e piscina ou não andar descalço em lugares de grande circulação de pessoas e, principalmente, cuidar dos pés em clínicas ou salões que tenham produtos esterilizados e descartáveis", finaliza Cristina Lopes.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.