Festa junina

Make em criança pode causar reação alérgica

A pele dos pequenos é suscetível a irritações e dermatites. Por isso, precisa de cuidados na hora da maquiagem

00:00 · 02.06.2018
Image-0-Artigo-2406543-1
Por ser mais fina e sensível, a pele da criança absorve com mais facilidade os produtos de maquiagem. Portanto, pode ocasionar danos e desencadear alergias

O mês de junho chegou e, com ele, começa a temporada de festas juninas. Para celebrar a época mais animada no Nordeste, é necessário preparar os caipirinhas, que aproveitam o momento para dançar quadrilha tanto em família quanto nas apresentações das escolas.

Bigodes nos meninos e bochechas pintadas nas meninas são marcas registradas do período. Porém é importante ficar atento na hora de maquiar os filhos.

"A pele das crianças é sempre mais sensível e fina e, por esse motivo, as substâncias químicas presentes nas maquiagens cosméticas são absorvidas com maior intensidade", explica a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da American Academy of Dermatology (AAD).

Alerta

De acordo com a especialista, ao fazer uso de maquiagem comum ou produtos não apropriados para a pele das crianças, o maior risco é de os pequenos desenvolverem algum tipo de irritação ou reação alérgica, que podem aparecer em até 24 horas depois da exposição ao cosmético.

"Já que não existe maquiagem 100% segura para as crianças, o recomendado para proteger a pele da garotada é a utilização de produtos hipoalergênicos, com baixa concentração de álcool e que possam ser retirados facilmente. Além disso, opte por maquiagens aprovadas dermatologicamente e sempre observe a validade dos itens".

Os cuidados devem ir além da escolha dos produtos. Antes da maquiagem, por exemplo, o ideal é proteger a pele das crianças com um hidratante também hipoalergênico. "Na hora de maquiar, utilize esponjas e pincéis macios, para não machucar os pequenos, e evite aplicar a make nas áreas muito próximas aos olhos, que são mais sensíveis.

Prevenção

Depois do evento, realize a higienização da pele assim que possível, utilizando demaquilantes cremosos que sejam oil free, hipoalergênicos e não contenham álcool em sua composição", complementa a Dra. Valéria Marcondes. Quanto mais cedo se entra em contato com esses produtos químicos, maiores são as chances de o organismo se sensibilizar e desenvolver alergias.

Por isso, se a criança já apresenta alguma sensibilidade, não insista na aplicação da maquiagem. "Caso o responsável note alguma alteração na pele dos pequenos, interrompa imediatamente o uso do produto e consulte um dermatologista para que ele indique o tratamento adequado, evitando assim maiores complicações", alerta a dermatologista Dra. Valéria Marcondes.

Produção infantil

A pele da criança, assim como o organismo de modo geral, não está completamente desenvolvida. Por esse motivo, ela não tem uma barreira de defesa construída;

O fato é que isso torna a pele mais sensível e facilita o surgimento de irritações e alergias que podem, inclusive, tornarem-se definitivas;

Entre as opções de maquiagens menos nocivas estão as linhas desenvolvidas para o público infantil compostas por diferentes fórmulas com substâncias hipoalergênicas e de fácil remoção, oferecendo assim menos riscos que os cosméticos comuns, usados por adultos;

Portanto, é sempre importante dar preferência aos produtos registrados e com selos de certificação de órgãos governamentais competentes;

Cuidados com a fabricação dos produtos são fundamentais exatamente pela presença das recomendações como, por exemplo, a idade, o prazo de validade e as contraindicações.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.