Yoga

Equilíbrio físico e emocional na infância

Brincar facilita o crescimento e a saúde. Nesse contexto, as posturas do Yoga proporcionam à criança consciência corporal de forma lúdica

00:00 · 14.07.2018
Image-0-Artigo-2424470-1
Artur Levinter, nove anos, ficou feliz com sua primeira aula de Yoga por ter conseguido relaxar ( FOTO: FERNANDA SIEBRA )

Concentração e equilíbrio, muitas vezes, não são conceitos que costumam ser associados às crianças. Para além disso, a prática do Yoga, que utiliza esses princípios, pode acarretar benefícios ao desenvolvimento infantil. Posturas que imitam animais e elementos da natureza, no ritmo de brincadeiras, ensinam autoconfiança e conferem serenidade aos pequenos.

> Qualidade dos pensamentos: calmos e positivos 
 
Segundo a psicopedagoga, arteterapeuta e professora de Yoga, Anabela Alcântara, a filosofia oriental abrange o físico e psicológico das crianças, com impacto ao longo da vida, garantindo a construção de boas relações interpessoais no futuro. "Fortalece a imunidade, facilita os aspectos cognitivos (atenção e memória), eleva a autoestima e favorece o autoconhecimento", descreve. A brincadeira é universal e é própria da saúde.

Uma dessas atividades que não deixam de ser lúdicas é o Yoga. "Muitas pessoas ainda acreditam que criança não se dá bem com essa atividade, pois não consegue ficar quieta, pensar, respirar. Não é verdade: o Yoga traz muitos benefícios, pois diminui a agitação, o nervosismo, ajuda na concentração e na vontade de estudar", justifica Luíza Braga, mestre em psicologia clínica (PUC/SP) e sócia-diretora do Veredas Psicológicas - Caminhos de Crescimento.

No tempo deles

Atividades lúdicas permeiam a sala onde são realizadas as aulas de Yoga infantil em que a abordagem é diferente para cada faixa etária, desde os quatro até os 11 anos. É preciso respeitar a individualidade de cada um, assim como o tempo necessário para que as posturas sejam internalizadas.

Com duração média de 20 minutos, uma aula para crianças menores de quatro anos de idade pode ser incrementada também com músicas e a contação de histórias.

As posturas que imitam animais (sapo, cobra, gato, cachorro, borboleta, elefante e leão) são uma forma leve e sutil de iniciar a criança no universo do Yoga, descreve Anabela Alcântara.

Já com crianças acima de quatro anos, o tempo da aula é de 50 minutos. "É dada mais atenção aos alinhamentos, prolongar o tempo de cada postura, relaxamento e meditação, além de maior ênfase nas respirações", diz a psicopedagoga. Crianças acima de 11 anos e adolescentes estão aptos a participar de uma aula mais formal, com estrutura similar a praticada por adultos.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.