coluna

Top.com: Tratamento para rosácea

Top.com

ZILDA QUEIROZ - rozilda.queiroz@diariodonordeste.com.br • Coluna escrita por Zilda Queiroz

00:00 · 17.03.2018

Inflamação crônica, a rosácea se caracteriza pelo surgimento de bolinhas e vermelhidão em locais como testa, bochechas, queixo e nariz. Segundo o dermatologista Dr. Jardis Volpe, "apesar de não ter cura, pode ser tratada e amenizada com o auxílio da toxina botulínica". Para Volpe, a substância diminui a inflamação e a oleosidade na pele, regulando o fluxo sanguíneo nos vasos, o que melhora o vermelhidão causado pela rosácea. "A toxina parece ser uma opção mais duradoura para a doença", diz o médico.

Envelhecimento

Sono

O hábito de dormir pouco frequentemente diminui todo o metabolismo do ciclo circadiano e compromete a capacidade de regeneração celular, que ocorre no período noturno. Conforme a dermatologista Dra. Valéria Marcondes, além disso, poucas horas de sono afetam a produção de hormônios que fazem parte da defesa antioxidante primária do organismo.

Terçol

Lápis-de-olho

O lápis de olho de má qualidade e quando retirado incorretamente pode causar inflamação na região ciliar e terçol, com obstrução das glândulas em um processo que pode se tornar infeccioso. De acordo com a dermatologista Dra. Claudia Marçal, "isso pode acontecer por excesso de oleosidade local, comum em quem tem descamação na região dos cílios".

Terapia I

Também conhecida como 'ondas de choque', a terapia de ondas acústicas é uma tecnologia de beleza utilizada pela medicina estética no Brasil. Para a dermatologista Dra. Viviane Vasconcelos, "o tratamento não invasivo é eficaz no combate à celulite e ao aspecto de 'casca de laranja', melhorando a textura e definição da pele".

Terapia II

A Dra. Viviane Vasconcelos diz que, a técnica queridinha das celebridades, como Madonna e Penélope Cruz, é aplicada na área desejada, pré-condicionada com um gel condutor. "O método pode ser realizado em várias partes do corpo. Quando associadas a outras tecnologias, as 'ondas de choque' potencializam o tratamento e os resultados", afirma a dermatologista.

Últimos Artigos

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.