Visão Futuro promove retiro no Mosteiro dos Jesuítas - Regional - Diário do Nordeste

Maciço de Baturité

Visão Futuro promove retiro no Mosteiro dos Jesuítas

14.06.2008

O Mosteiro dos Jesuítas, Serra de Baturité, abre novo espaço para eventos não mais somente católicos

Baturité. Harmonizar corpo, mente e espírito, em um cenário de natureza exuberante. Este foi um dos objetivos do Retiro Espiritual promovido pelo Instituto Visão Futuro-Ceará, no Mosteiro dos Jesuítas, Serra de Baturité. O evento inaugurou um novo momento do Mosteiro, que abre suas portas para eventos não mais somente católicos. A programação do Retiro incluiu um fim de semana com palestras, alimentação à base da culinária lacto-vegetariana, trilha ecológica, práticas de ioga, auto-massagem, relaxamento e meditação. Entre os 33 participantes, foi unânime a opinião de que o evento possibilitou momentos de auto-transformação, por meio de atividades inovadoras frente ao cotidiano estressante da vida urbana.

A coordenadora do Instituto Visão Futuro-Ceará, Neda Mattos, destaca que o Retiro Espiritual buscou transmitir para os participantes os conhecimentos da Biopsicologia, sistematizados pela norte-americana, residente no Brasil, Susan Andrews, mestre em Psicologia e Sociologia pela Universidade de Ateneo (Filipinas) e doutora em Psicologia Transpessoal na Universidade de Greenwich (EUA). Andrews mantém em Porangaba (SP), o Parque Ecológico Visão Futuro, com eventos que serviram de base para o que foi oferecido no Mosteiro dos Jesuítas.

Práticas saudáveis

“Diante da vida estressante que muitos levam no dia-a-dia, é necessário ter momentos para parar e se refazer. Podemos nos energizar pela respiração, a prática da ioga, o relaxamento e a meditação. Está comprovado cientificamente que essas práticas ativam a saúde física, mental e espiritual, inibindo a produção de hormônios que contribuem negativamente para o estresse como o cortisol e a adrenalina”, explica Neda Mattos.

Um dos principais momentos oferecidos pelo Retiro foi o aprendizado da correta respiração, ou seja, a que é feita pelo diafragma, músculo situado abaixo dos pulmões. “A respiração é o fio condutor para acalmar a mente. A respiração diafragmática possibilita que o oxigênio entre até o final dos pulmões, retirando as toxinas, ao mesmo tempo em que massageia os órgãos internos”, explica ela. Também vale destacar a prática dos ásanas (posição confortável), coordenada pelo professor de Ioga, Rogério Newton. Os participantes aprenderam a coordenar movimentos e respiração, favorecendo o alongamento consciente de partes do corpo que, no dia-a-dia, são esquecidas e podem ficar “enferrujadas”, gerando dores e doenças.

Além de Neda Mattos e Rogério Newton, a programação também contou com a participação de Patrícia Veloso, integrante do Visão Futuro-Ceará. Entre as práticas de relaxamento, ioga e meditação, eles coordenaram palestras e leituras de textos em grupo, sobre temas que destacaram a importância da “essência do ser” e como vivenciar, no dia-a-dia, o “verdadeiro eu”, ou seja, o “eu superior” que transcende medos, ansiedades, raivas, entre outros sentimentos negativos geradores de doenças.

Numa trilha ecológica, os participantes foram convidados a caminhar observando a própria respiração. No alto da serra, houve parada para meditação. Na opinião do bancário Antônio Marcelo Dias de Carvalho, um dos participantes do Retiro, o evento foi muito gratificante, ainda mais por ter se realizado no Mosteiro dos Jesuítas, que oferece toda a exuberância da natureza e da tranqüilidade. “O retiro se consolidou como uma recarga das metas espirituais. Preocupações, tensões e ansiedades, oriundas das atividades materiais, foram deixadas de lado, direcionando-se para a percepção da essência do ser, como busca do que realmente importa, traduzindo-se materialmente como paz, serenidade, saúde, bem-estar e segurança de si”, diz.

NOVA PROGRAMAÇÃO

Casa quer abrir-se para público maior

O reitor do Mosteiro dos Jesuítas, padre Antônio Baronio, diz que a demanda para sediar os eventos da Arquidiocese, por meio dos retiros da Igreja Católica, ainda é pequena frente às potencialidade da casa para utilização de seus diversos espaços. “O Mosteiro é muito grande e bonito. Queremos que seja apreciado por um número maior de pessoas”, afirma. São 50 apartamentos grandes e 25 quartos menores com janelões que abrem para a beleza natural incomparável da Serra de Baturité.

A partir de agora, empresas e grupos interessados em agendar eventos podem contatar com a secretaria do Mosteiro, que tem capacidade para hospedar cerca de 150 pessoas. Padre Antônio apenas ressalva que as programações devem atender a eventos como retiros espirituais ou agendas ecológico-culturais.

Uma antiga biblioteca que funcionava no segundo andar da casa, um dos espaços mais privilegiados do lugar, foi transferida, possibilitando que o salão seja utilizado como auditório para agendas diversas. Em piso de madeira corrida, paredes altas e muitas janelas, o lugar oferece condições para eventos diversos.

Como parte das novas programações oferecidas pelo Mosteiro, estão abertas as inscrições para um campeonato de xadrez que deverá mobilizar crianças, jovens e adultos do Maciço de Baturité. Segundo explica padre Antônio, a idéia é motivar especialmente os jovens para atividades que lhes possibilitem pensar em novas atitudes frente aos desafios da vida. “Queremos auxiliar os jovens a pensar, a se colocar diante dos problemas da vida, de forma crítica e combativa”, afirma ele.

As partidas estão programadas para o período de 10 a 12 de outubro. Até lá, o padre está se colocando à disposição dos interessados para ensinar a jogar o xadrez. O campeonato oferecerá prêmios em dinheiro, sendo R$ 500,00 para o primeiro lugar; R$ 300,00, para o segundo; e R$ 100,00 para o terceiro colocado.

A novidade, conforme destaca o padre, será o Xadrez Vivo, quando jovens representando as peças do xadrez (reis, rainhas etc), encenaram uma partida na quadra do Mosteiro. Vista de cima, o lugar parece um tabuleiro de xadrez.

Opinião do especialista

Yoga oferece um método para a meta

Certa tendência bem ocidental enfatiza e, em muitos casos, identifica yoga com posturas (ásanas), deixando de considerar aspectos éticos, mentais e espirituais. Significativo número de publicações mostram imagens de pessoas jovens e bonitas demonstrando ásanas que exigem bastante flexibilidade, em cenários quase sempre exuberantes.

Há também os que acham que yoga é um meio para se adquirir saúde, equilíbrio emocional e alívio das tensões. Ainda que a prática regular proporcione tais efeitos, isso ainda não constitui o objetivo ou a característica fundamental dessa filosofia e prática milenar.

O ponto de partida — sintomaticamente esquecido — que yoga propõe é algo que possui conteúdo moral: o praticante deve pautar sua vida em condutas éticas baseadas em dez princípios. Por sua vez, o ponto de chegada, a meta a ser buscada pelo yogue, é o estado bem-aventurado de união (samadhi) com a Consciência Suprema.

Sendo assim, yoga oferece um método para se alcançar a meta. Entretanto, não há yoga sem amor, estudo de sua filosofia e serviço à humanidade. Não é um caminho fácil que se aprende lendo livros ou ouvindo palestras. Há a necessidade de um preceptor perfeito.

P. R. Sarkar, mestre tântrico do século XX, sintetizou o caminho yogue com uma metáfora: “um rio, perdendo seu nome e identidade, funde-se completamente com o oceano e, depois disso, não pode manter sua própria existência exceto como mar”.

O que você achou do Retiro Espiritual?

Antônio Marcelo Dias de Carvalho
47 ANOS
Bancário
'O Retiro se consolidou como uma recarga das metas espirituais. As tensões e ansiedades foram deixadas de lado'

Olguimar Angélica Cruz
39 ANOS
Professora
'Representou um sentimento de paz e a certeza de que podemos encontrar o equilíbrio emocional no cotidiano'

Maria Cláudia Nascimento
40 ANOS
Bancária
'Foi um bom aprendizado de que não somos nada permanentemente. Estamos sempre em transformação'

ROGÉRIO NEWTON *
rioroger@yahoo.com.br
* Professor de Ioga, facilitador do Programa Transforma, promovido pelo Instituto Visão Futuro, e mestrando em Direitos Humanos pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

VALÉRIA FEITOSA
Editora

Mais informações:
Instituto Visão Futuro-Ceará
Rua Barão de Aracati, 644, Fortaleza, (85) 9925.9973
Mosteiro dos Jesuítas
(85) 3347.0362/ 3347.0461




Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999