Caprinocultura

Sobral realiza 1ª Feira da Carne Ovina e Caprina

Encontro de Negócios, realizado durante a Feira, deu ao público, apreciador da carne de criação, a oportunidade de saborear os mais variados pratos
00:00 · 02.12.2017

Sobral. Com o objetivo de fortalecer a atividade produtiva, estimular a cultura do consumo e expandir a comercialização da carne da Caprinocultura na região Norte, o Município de Sobral realizou, no início desta semana, o 1º Festicarnes, Festival da Carne Ovina e Caprina, que busca integrar o setor, envolvendo agricultores, empreendedores da rede de alimentos, instituições parceiras, além do público interessado no assunto.

> Produção de ovinos e caprinos tende a crescer no Norte do CE 

Entre as diversas atividades realizadas ao longo da Feira, montada no Centro de Convenções da cidade, os participantes conheceram mais sobre os aspectos produtivos, sociais e econômicos da Caprin e Ovinocultura de corte no Semiárido brasileiro; as inovações na cadeia produtiva; tecnologias no melhor aproveitamento de carcaças e carnes com selo de qualidade regional; além do festival gastronômico.

Evento

Dividido em três etapas, o Festival da Carne Ovina e Caprina realizou uma primeira atividade no fim de setembro deste ano, com apresentação de workshop sobre Caprino e Ovinocultura; a realização do Curso de Tecnologia de Processamento da Carne Caprina e Ovina, na primeira semana de novembro; e o Encontro de Negócios, realizado durante a Feira que, além de encerrar as atividades, deu ao público, apreciador da carne de criação, a oportunidade de saborear os mais variados pratos com cortes considerados nobres, como a picanha, maminha e o carré, preparados na chapa, churrasqueira ou forno. Outras partes, consideradas mais simples, mas não menos gostosas, foram apreciadas com o mesmo empenho, como o pernil, a paleta, costela e o sarapatel, um guisado feito de miúdos de cordeiro.

Culinária

"Nós temos várias opções de pratos, desde um simples sarapatel, que é um guisado de tripas, sangue e miúdos, muito apreciado, até as receitas mais elaboradas, como o fetuttini, um macarrão mais achatado feito de farinha e ovos. Temos, ainda, a panqueca e outros pratos recheados, tudo muito saboroso e saudável", afirma Marisa Donato, produtora que trabalha com cortes de ovinos. "O importante nesse ramo é gerar renda para a região e fomentar a produção, na busca por novos parceiros que reforcem nossa cadeia produtiva. Também lutamos pela expedição do selo nacional de qualidade para ampliarmos nossa oferta e comercialização variada de nossos produtos", afirmou.

Melhoria

Realizada pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Econômico (STDE), por meio da coordenadoria da Agricultura e Pecuária de Sobral, com as parcerias do Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE), Embrapa, Empresa de Extensão Rural do Ceará (Ematerce), Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia (IFCE) e Universidade Vale do Acaraú (UVA), a 1ª Festicarnes pretende aproximar os produtores da agricultura familiar num programa de disseminação de tecnologias e melhoria do sistema de produção.

"Inicialmente, nós vamos trabalhar com 120 produtores, aqueles com rebanho acima de 100 animais, sem deixar de dar atenção aos pequenos e médios. Essa é uma primeira etapa para a formação de um projeto a ser trabalhado no próximo ano. A ideia é ouvir produtores, consumidores, e demais atores para identificar as dificuldades, potencialidades e iniciarmos uma ação mais efetiva", disse Luiza Barreto, coordenadora da Agricultura e Pecuária.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.