FESTIVIDADES

Programação variada marca os 174 anos de Antônio Conselheiro

00:54 · 12.03.2004
NO MEMORIAL, além das peças que retratam a vida de Antônio Conselheiro, será inaugurado o teatro, onde será encenado o espetáculo “Os Sertões”. Ao lado, a antiga casa onde viveu o pregador
NO MEMORIAL, além das peças que retratam a vida de Antônio Conselheiro, será inaugurado o teatro, onde será encenado o espetáculo “Os Sertões”. Ao lado, a antiga casa onde viveu o pregador ( Silvana Tarelho )
Quixeramobim comemora, hoje e amanhã, os 174 anos de nascimento de Antônio Conselheiro. Para lembrar a data, foi elaborada uma programação que inclui feira de artesanato, pré-inauguração do Teatro do Memorial Antônio Conselheiro, Fórum de debate sobre a vida e obra do líder religioso e a apresentação da peça ‘‘Os Sertões’’, adaptação de Vicente Júnior sobre da obra de Euclides da Cunha.

A peça é encenada pelo grupo Companhia Teatral Moreira Campos, que há seis anos apresenta o espetáculo com um elenco de 13 pessoas, sob a direção de Francinice Campos. A apresentação será às 20 horas de hoje, no Teatro do Memorial Antônio Conselheiro.

Segundo o ator Wellington Rodrigues, a Companhia Moreira Campos foi o único grupo que conseguiu montar a peça baseada no trabalho de Euclides da Cunha. ‘‘A peça é belíssima. Mostra desde a primeira pregação de Antônio Conselheiro até o seu último suspiro em Canudos’’, diz Rodrigues. O trabalho foi montado há seis anos em comemoração aos 100 anos da publicação da obra ‘‘Os Sertões’’, de Euclides da Cunha. ‘‘Desde então, temos encenado em vários festivais. No Festival Nacional de Teatro da USP, em São Paulo, representamos o Ceará e ganhamos o Troféu de Melhor participação. Fomos, também, a principal atração da Bienal do Livro, em 2002’’, ressalta Rodrigues.

Conforme o ator, a adaptação de Vicente Júnior foi fiel. Uma das cenas mais fortes é quando cães famintos passam a devorar os corpos dos mostos de canudos. ‘‘É, talvez, a parte mais forte do livro de Euclides da Cunha. A outra cena forte é quando Canudos é totalmente destruída e na resistência estavam apenas algumas mulhes, velhos e crianças’’, conta Rodrigues.

Antônio Conselheiro é vivido pelo ator Nando Mendes; Euclides da Cunha é interpretado por Rogério Medeiros; e o comandante Artur Oscar, responsável pela destruição do povoado, é vivido por Bruno Braga. Também fazem parte do elenco os atores Wellington Rodrigues, Bruno Pessoa, Israel Rocha, Jones Costa, Jardelson de Brito, João Paulo de Almeida, Janaína Medeiros, Norma Lemos e Patrícia Bastos.

PROGRAMAÇÃO - A programação das comemorações pelos 174 anos de Antônio Conselheiro terão início amanhã, às 18 horas com a Feira de Artesanato no Pátio do Memorial Antônio Conselheiro. Às 18h30min é a abertura oficial e, logo após, acontece a apresentação da peça ‘‘Sertões’’. No domingo, às oito horas, será a instalação do Fórum de debates da vida e obra de Antônio Conselheiro. Às 9 horas o aboiador Luiz Monteiro fará uma apresentação. A programação prossegue por todo o domingo. O encerramento será às 21 horas com o grupo musical ‘‘Fumaça da Pólvora’’.

© Todos os direitos reservados. O conteúdo não pode ser publicado, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização. Passível ação judicial.