Pirarucu de 2 metros é capturado em açude - Regional - Diário do Nordeste

Piscicultura

Pirarucu de 2 metros é capturado em açude

11.03.2008

O pirarucu, que tinha 96 quilos, estava na Fazenda Canaã, no município de Aracoiaba, há sete anos

Fortaleza. Foi preciso a força de cerca de 20 homens para capturar, no último domingo, um enorme pirarucu de 96 quilos e 2 metros de comprimento. Ele estava em açude na Fazenda Canaã de Piscicultura, localizada no município de Aracoiaba. De acordo com o proprietário do local, José Joaquim Frota, há algum tempo estava tentando capturá-lo, mas, só neste fim de semana é que foi possível.

Conforme ele, este pirarucu estava prejudicando o seu Laboratório de Produção de Alevinos de Tilápia Revestida. “Estava rasgando as gaiolas onde estavam as matrizes de tilápia pura. Não teve outro jeito”. José Frota contou que há sete anos comprou em Natal (RN) quatro exemplares de pirarucu para um amigo, destes seu amigo lhe deu dois. “Um deles morreu e o outro se tornou enorme, não imaginei que fosse ficar tão agressivo. Coloquei no açude só pela beleza”.

Trabalho prolongado

Na pescaria, foram utilizados arpão e rede. Os pescadores se revezaram para segurar a rede, com a qual conseguiram encurralar o pirarucu na margem do açude e puxá-lo para dentro do barco. A pesca ao peixe se prolongou das 8h30 às 13 horas, quando finalmente foi capturado o animal.

De acordo com José Frota, sua idéia era capturar a espécie e encaminhá-la ao Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), que realiza um projeto de reprodução deste tipo de peixe em cativeiro. No entanto, seu intuito não pôde ser realizado.

“O pirarucu estava muito traumatizado, sofreu muito durante a captura, pois não tínhamos equipamentos eficientes. Então, tivemos que sacrificá-lo”. O peixe foi dividido entre os homens que participaram da ação e os funcionários da fazenda. Ele ainda contou que, em Pentecoste, já foi capturado um pirarucu com 150 quilos.

Dados divulgados na Internet (http://www.rosanevolpatto.trd.br/pirarucu.html), informam que o pirarucu é um dos maiores peixes de água doce do mundo, conhecido como o bacalhau da Amazônia. Seu nome vem da junção de duas palavras indígenas: “pira”, que significa peixe e “urucum”, vermelho, por causa da cor que apresenta na cauda. Sua cabeça é achatada e ossificada, com um corpo alongado e escamoso. Este peixe pode crescer até três metros de comprimento e pesar cerca de 250 quilos. É mais comumente encontrado na Bacia Amazônica e na Bacia Tocantins-Araguaia. Típico da região amazônica, uma espécie carnívora, capaz de comer qualquer coisa.

Ainda conforme o site, o pirarucu vive somente em rios brasileiros e africanos, sendo considerado até uma prova viva de que um dia, há milhões de anos, essas duas porções de terra eram unidas. É um “fóssil vivo”, a família existe sem modificações há mais de 100 milhões de anos. Há quem garanta que tocar nas escamas de um pirarucu, ainda vivo, permite saber se a mulher vai ter filho ou filha: se ao passar a mão uma vez sangra, será mulher, e se não, será homem.

Evelane Barros
Repórter



Comente essa matéria


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999